6 Passos para Escrever os Melhores Títulos

Como escrever os melhores títulos?

O que impedirá as pessoas de lerem o seu post no blog?
Conteúdo chato?
Falta de clareza?
É um design de site ruim?
Você sabe a resposta?
Você acha que nenhum dos itens acima? Então….  Você está certo.
Sim, os problemas acima podem impedir os leitores de ficarem em seu site. Porém, nada daquilo impede que as pessoas leiam o que você escreve.
Se você quer atrair a atenção, então tem uma coisa você deve fazer: escrever títulos sedutores. Porém, não é qualquer título que você precisa escrever. São títulos que exigem atenção, obrigam as pessoas a agir de alguma forma e geram grandes quantidades de cliques.
Seu título é a primeira coisa que as pessoas vão ler. É a isca que você usa para atrair os leitores.
Se seu título não atrair a atenção do leitor ou aguçar a vontade de continuar lendo, então…. Eles seguirão em frente.
O que torna um título irresistível? Você já se perguntou por que alguns títulos são melhores que outros? O que torna alguns irresistíveis e outros fracos?
Mais importante, alguma vez sonhou em realmente escrever títulos que conquistam as pessoas?
Felizmente, existem algumas regras que podemos aprender para fazer um título “matador”. Isso vai envolver você, o Feedly e cerca de 90 minutos do seu tempo.
São 90 minutos do seu tempo que valerão a pena. Agora, se você quer aprender como escrever títulos com métodos que você ainda não experimentou… Continue lendo o artigo. Vamos começar!
Leia também algumas dicas para escrever melhor aqui.

1. Defina seu público

Quem se beneficiará mais com sua mensagem?
6 Passos para Escrever os Melhores Títulos - publico
Identificar as pessoas que você deseja influenciar com sua mensagem ajudará você a responder às perguntas deles. Também fará com que você concentre seus esforços e a garanta que seu conteúdo entre em sintonia com eles.
Você precisa conhecer seus leitores ideais.  Vai desdes a escolha de palavras, uso de gírias e preferência de humor… Há muitas coisas sobre seus leitores que você precisa saber. Essas informações ajudarão você a escrever títulos que atrairão a atenção das pessoas para as quais você está escrevendo.
Etapa de ação: pense em 1-3 pessoas que você deseja alcançar com sua mensagem.

2. Inscrever-se em 100 blogs

Ok, quais blogs seu público-alvo lê?
Agora, faça uma conta gratuita no Feedly.
Em seguida, siga 50 blogs que seu público alvo lê.
Se você não sabe mais de 10, pesquise os principais blogs nas categorias do seu nicho. Por exemplo, você pode pesquisar “melhores + marketing + blogs” para ter uma ideia dos principais blogs de marketing.
Se você for realmente usar o Feedly, poderá fazer upgrade em sua conta para obter a “Pesquisa avançada” e ajudar a encontrar blogs, mas não é necessário para essa etapa. Na verdade é necessário paciência para pesquisar. Mas se você escreve, então esse é um pré requisito, “neah”?
Eu não recomendo seguir mais de 50 blogs em seu nicho. Afinal, você precisa saber o que está acontecendo pelo mundo, em outras áreas. Não pode apostar em uma carta só. 😉 Fica a dica!
Escolha blogs que lidam com política, ciência, história, SEO, escrita, ficção, religião e notícias, etc.
Para este último grupo de blogs, você pode realmente escolher o que quiser. Para mim, tenho blogs em minha conta sobre marketing, umbanda, exercício, escrita e cachorros.
Por que selecionar uma variedade de blogs é importante?
Fique ligado. Vou explicar “mais tarde”.
Etapa de ação: inscreva-se em 100 blogs

3. Analise os títulos dos artigos de cada blog

Prepare-se, porque é aqui que achamos o caminho para o porte de ouro o final do arco-íris. Não, não é apenas seguir o arco-íris!
Vá para sua conta do Feedly e clique em “Todos” no canto superior esquerdo. Isso fornecerá uma lista de todas as postagens mais recentes dos blogs/sites que você segue.
Escrever títulos melhores existe dedicação. Eu não disse que ia ser fácil, bom, pelo menos no começo.
Se você selecionou 100 blogs, você deve ter centenas de títulos para analisar.
Quando estiver pronto, comece a ler os títulos.
Ao se deparar com títulos de que você gosta, sinalize a postagem para “ler mais tarde”.
Tente não avaliar a manchete… Use seu instinto. E se você precisar, faça notas. Use Evernote, papel, bloco de notas… Qualquer coisa que você precise para manter o controle de seus pensamentos.
Você vai escrever títulos melhores com essas dicas.
Etapa de ação: marque 50 postagens como “lidas depois”.

4. Revise seus títulos favoritos

Depois de analisar todos os títulos, clique em “Ler mais tarde” no canto superior esquerdo do seu Feedly.
Comece a ver as postagens que você gostou e pense no por quê.
Foi provocativo?
Era uma pergunta?
Houve algum elemento de urgência envolvido?
Foi ultra específico?
O título era simplesmente estranho?
6 Passos para Escrever os Melhores Títulos - revise seus títulos favoritos
Ao refletir sobre os títulos que você salvou, prepare-se para anotar seus insights.
Etapa de ação: registre suas respostas.

5. Procure padrões

Depois de ler 20 a 30 títulos, você verá padrões óbvios surgindo.
O que você você anotou no último passo?
Você achou que o título transmitia um senso de urgência, especificidade e utilidade?
Ou o título apelou para o seu senso de intriga, interesse próprio e curiosidade?
Não há método errado ou certo nesta etapa. Depois de ler vários títulos, você observará temas comuns que podem ou não funcionar para você, o que nos leva ao nosso último passo.
Etapa de ação: Anote os padrões que você observou em suas manchetes favoritas.

6. Teste seus títulos

Agora que você está ciente dos padrões que chamaram sua atenção, então chegou a hora de testá-los. Isso significa que você precisa começar a escrever títulos para suas postagens que incorporam esses padrões, publicar suas postagens e acompanhar seus resultados.
O que você deve acompanhar?
Simples.
Veja se você pode observar um aumento nas métricas comuns que você observa. Acompanhe o número de pessoas que lêem sua postagem, comentam e compartilham nas redes sociais. Isso ajudará você a ver o que funciona e o que não funciona para você.

Sua vez!

Tenho certeza de que este exercício fornecerá uma sólida compreensão do que é preciso para escrever os melhores títulos. Títulos que chamam atenção.
E também sei que quanto mais você colocar em prática as regras aprendidas aqui, mais fortes serão seus títulos e mais sucesso você terá em seus textos.
Em breve volto com mais lições. Afinal, não adianta ter um título perfeito, se você não entregar um conteúdo de prenda atenção do leitor.
Enfim,  me conte quais regras você daria para este artigo? Estou ansiosa para ler os comentários de vocês.

Home Office: Aplicativo para Produtividade

Home Office_ Aplicativo para Aumentar sua Produtividade - capa blog
Existe aplicativo para tudo atualmente. Então, chegou o dia de falar de home office e dos meus queridinhos: os aplicativos para produtividade.
Se você não viu os outros artigos da série, leia Como Melhorar sua Organização e Aumentar sua Produtividade.
Todos sabem que sou amante  do papel, porém tenho vários “crush’s”  no quesito aplicativo. Confesso, já fui quase a louca do aplicativo, entretanto,  hoje me contenho. Tento ter apenas o necessário, que já não são poucos.
O assunto em pauta hoje é produtividade, então vou listar os aplicativos que uso e os mais indicados por amigos e freelancers.
Vamos começar?

Aplicativo para Produtividade

 Trello

O Trello ficou no topo da lista. A maioria das pessoas usam e amam. Ele é ótimo para organizar tanto trabalho em equipe quanto solo.
Ele também tem funcionalidades que gosto muito, como o calendário e o checklist dos cartões. Como não amar né gente?

Como o trello funciona:

Ele trabalha com quadros e listas, assim como o método Kanban (Leia sobre as Técnicas de Produtividade).
Dentro dos quadros você pode criar listas e dentro das listas os cartões de tarefas. Dentro dos cartões você verá inúmeras funcionalidades, como checklist, data de entrega, etc.).
Cada quadro pode ter várias listas.
Se você, que assim como eu, trabalha sozinho, pode criar uma lista para cada cliente, com data de entrega e fazer um checklist em cada cartão.
Assim como, pode criar times dentro dos quadros e das listas, compartilhando assim o trabalho com seus clientes ou parceiros.
Uma outra funcionalidade importante, são as extensões que você pode adicionar ao Trello.  Como por exemplo integrar com o Wunderlist, Dropbox, Google Drive e mais.
Enfim, há várias maneiras de se trabalhar com o trello e suas funcionalidades são incríveis. Ele é meu xodózinho atual.
Caso você queira se aprofundar um pouco mais no Trello, veja esse Tutorial completo que eles disponibilizaram.
Entretanto, se você gosta de vídeo, aperte o play:

Asana

O Asana assim como o Treelo, também foi muito mencionado entre os colegas freelancers. Eu particularmente não conhecia.
O que você pode fazer nele?
  • Adicionar colaboradores
  • Acompanhar projeto
  • Áreas de trabalho múltiplas.
  • Atribuir tarefas
  • Colocar data de entrega de cada tarefa.
  • Tags
  • E o melhor de tudo, você visualisa em tempo real.
  • Fazer comentários nas tarefas.
  • Receber aviso por e-mail das alterações feitas.
  • Acompanhar tudo em tempo real.
As semelhanças entre ele e o Trello são muitas, porém, os nomes de funções são diferentes. Vou deixar abaixo um vídeo, feito pelo Pedro Junqueira, para vocês conhecerem melhor o Asana.

 

Microsoft Project

É um aplicativo muito utilizado na gerência de projetos e tem inúmeros recursos. Porém eu acho um aplicativo, ou ferramenta, mais robusto.
Entretanto, através dele você pode planejar e controlar seus projetos, sejam eles simples ou complexos.
Com o Microsoft Project você pode:
  • Adicionar tarefas em sequência lógica. (por ordem de prioridade ou complexidade).
  • Gráfico de Gantt – apresenta um cronograma que é ligado às tarefas e etapas do projetos.
  • Decomposição de tarefas – Você pode dividir as tarefas do projeto com outras pessoas da equipe.
  • Chat – Você pode falar com outras pessoas envolvidas no projeto online.
  • Relatórios burndow – Deixa você a par do trabalho que já foi feito, do que está pendentes e isso te dá um controle de tempo melhor.
Home Office Aplicativo para aumentar a sua Produtividade Microsoft Project
 Acho ideal para projetos grandes e em equipe. Porém, não vejo necessidade para quem trabalha sozinho. Mas como foi citado em minha pesquisa, não pude deixar de falar dele.

Todoist

Mais um gerenciador de tarefas.  Neste aplicativo, assim como nos outros, você também pode criar projetos e incluir tarefas básicas do seu dia a dia. Como uma lista de compras, pro exemplo.
Assim como o Trello e Asana, você pode acessá-lo via web, desktop, tablet, celular, etc.
Enfim, ele e quase todos os outros, estarão sempre na palma da sua mão.
Home Office - Aplicativo para aumentar a sua Produtividade - Todoist
Com o Todoist, você pode:
  • Capturar e organizar afazeres em sua lista de tarefas.
  • Estipular prazos para cada tarefa.
  • Lembrar de prazos importantes e criar hábitos duradouros com datas recorrentes como “todos as segundas segunda-feira”.
  • Delegar tarefas e enviar recados às pessoas em seus projetos compartilhados.
  • Destacar as atividades mais importantes do seu dia com níveis de prioridade codificados por cores.
  • Ter uma visão geral de suas realizações diárias e semanais com gráficos de produtividade personalizados.
Ele tem a interface clean e fácil de ser usada. Acho bem válido também.

Favro

 O Fravo é gringo,  porém é pago. Você pode fazer o teste gratuito por 14 dias. Já perdeu ponto comigo por ser pago, mas tem suas qualidades.
Você pode criar projetos, tarefas e ainda ver o progresso dos mesmos.
Ele vem com suporte embutido para Kanban, Scrum e muito mais. Um fato interessante é que ele é totalmente personalizável. Assim como o fato de ele ter sido arquitetado para todos os tipos de projetos. Sejam eles grandiosos ou pequenos.
As equipes têm a flexibilidade de planejar as tarefas da maneira que desejam, e os gerentes podem, de forma transparente, visualizar muitas equipes e projetos juntos.
Um outro ponto positivo é que ele possui relatórios. Com ele, você pode acompanhar o progresso de cada projeto.

Slack

Bom, para começar o aplicativo não é conhecida como gerenciadora de tarefas e sim de comunicação. Quando li a descrição achei estranho, mas depois vi que é muito parecido com os outros.
Com o Slack, você pode:
  • Criar times.
  • Criar canais ( projetos ou quadros como são chamados nos outros aplicativos)
  • Se você trabalha com equipe, tem a opção de mandar uma mensagem direta para ele, eliminando mais um e-mail na sua caixa.
  • Marcar reuniões.
  • Chamada de voz.
  • alteração de status (você pode se mostrar online ou não para as equipes)
  • Compartilhar arquivos.
O Viver de Freela fez um tutorial completíssimo sobre o slack:

Evernote

Você pode usá-lo como aplicativo de anotações ou como gerenciador de tarefas. Ele é um dos que uso, mas apenas para escrever textos, porém, com certeza auxilia na minha produtividade. Eu tenho opção de salvar notas por assunto, cliente, datas, etc.
Nele eu posso usar cadernos, notas e bilhetes. Eu uso um caderno para cada cliente e dentro do caderno tenho notas e bilhetes. Sejam eles textos de blogs ou mídias. Então fica bem organizadinho e acessível.
Mais um diferencial, é que suporta áudio. Você pode salvar os áudios de uma reunião ou palestra.
Você também pode salvar links externos, e-mails, capturas de tela, imagens, etc.
Eu uso o Evernote como apoio do Trello.
Veja esse tutorial da Escola de Negócios:

PRIMA ERP

Outro ponto importantíssimo: Quanto tempo você gasta em cada projeto?
Como calcular sua hora por projetos?
Existem aplicativos para isso também. Eu atualmente uso o PRIMA ERP  para gestão de horas.
Eu “bato ponto” de entrada e saída de cada projeto. Assim no fim do mês ou do projeto, sei quantas horas eu utilizei trabalhando nele.
Então quando chega um pedido de orçamento, sei calcular mais ou meno a quantidade de horas que irei gastar nele. E, por outro lado, também sei as horas gastas trabalhando durante o mês.
Vejam como funciona:

Bom, além desses aplicativos, você não pode se esquecer das técnicas e também de bloquear as notificações do seu celular e/ou notebook enquanto estiver trabalhando.
Estipule um tempo para ver, responder e enviar suas mensagens.
E você, qual aplicativo usa para se organizar e aumentar a sua produtividade?

5 táticas de marketing digital que aumentarão suas taxas de conversão

5 táticas de marketing digital que aumentarão suas taxas de conversão
Como usar o marketing digital para aumentar suas taxas de conversão?
A mídia social é uma das ferramentas de geração de leads mais poderosas disponíveis atualmente. O problema é que o tempo e o trabalho nas mídias sociais nem sempre se traduzem em leads reais.
Mas, é fato que, o marketing de conteúdo custa 62% menos do que o marketing tradicional. E gera três vezes mais leads, aumentando assim as taxas conversão.
Está na hora de transformar todo seu trabalho em resultados.
Se você estiver usando sempre as mesmas estratégias e estiver frustrado com o fato de seu conteúdo de mídia social não estar convertendo…. Então leia este artigo até ofim!

5 táticas de marketing digital que aumentarão suas taxas de conversão

1. Você não diferencia sua marca pessoal

Se você não sabe o que diferencia sua marca da concorrência, como espera que seu público entenda?
A mídia social é uma forma te dá a oportunidade de expressar de forma única. Então, antes de começar a ler esse artigo, pense sobre isso assim.
Seja você um empreendedor, um pequeno empresário ou um gerente de marketing, você é um reflexo do negócio.
E em um mundo online e abarrotado de informações, posicionar sua marca pessoal como especialista só vai ajudar. Não se preocupe, isso não vai prejudicar a visibilidade da empresa.
Você precisa representar a você e também a marca, estendendo a confiança de um para o outro.
Fazendo isso e criando conteúdo que atinja seu público, tudo ficará mais fácil.
Você não vai mais dar tiro no escuro, seu público vai dizer a você o que quer. Como você vai conseguir aumentar sua taxas de conversão, se você não tem um objetivo?
Mais do que isso, eles se conectam com você de uma maneira pessoal.

  2. Seu conteúdo não atende a pergunta “O que posso fazer por você?”

Os consumidores não têm tempo para analisar seu conteúdo por horas ou mesmo minutos.
Eles estão se movendo em um ritmo acelerado. E têm apenas alguns segundos para pesquisar, interagir e decidir com qual empresa eles se conectarão.
5 táticas de marketing digital que aumentarão suas taxas de conversão - Neil Patel
Fonte: Neil Patel
É por isso que é fundamental encontrar uma maneira de capturar a atenção deles logo de cara. Para fazer isso de forma eficaz, você precisa responder a pergunta: O que eu posso fazer por você?
Primeiro, tenha claro qual problema você está resolvendo e como vai crirar um resultado positivo para seu público.
Em seguida, certifique-se de incorporar sua resposta em todos os conteúdos, incluindo suas conversas online.
E, finalmente, garanta que todas as suas postagens e interações diárias sejam simples, com um claro apelo à ação.
Não deixe seu cliente em potencial adivinhando o que sua empresa oferece.
Lembre-se, as taxas de conversão, dependem do que você oferece a seus leads.

  3. Você não tem criatividade

Se o seu conteúdo de mídia social é chato e sem vida, seu tráfego, leads e vendas vão sofrer.
Seja criativo e faça todo o conteúdo gritar por VOCÊ!
 5 táticas de marketing digital que aumentarão suas taxas de conversão - criatividade
Quando você adiciona criatividade e originalidade, você ganha insights para seu público em:
  • Quem é você
  • Como você ajuda
  • Por que você faz o que faz
As pessoas não querem fazer negócios com um estranho, especialmente um que seja desagradável e chato.
Eles querem se conectar com pessoas que conhecem, gostam e confiam.
Crie conteúdo que seja atraente de maneira criativa e fale a linguagem do seu público.
A criatividade ajudará a adicionar um novo nível de personalidade e a tornar seu conteúdo exclusivo!

  4. Seu conteúdo não educa

O objetivo das mídias sociais nunca deve ser simplesmente enviar spam ao seu feed com conteúdo promocional.
Fale sobre as coisas que mais importam para o seu público, criando intrigas e conscientização através de conversas.
Não sabe o que falar?
Pergunte a si mesmo: existe uma pergunta que seus clientes perguntam repetidamente? Encontre uma maneira de responder.
Você pode transformar isso em um novo artigo do blog, uma dica rápida, um podcast ou um breve tutorial em vídeo.
E com isso, você vai conseguir o que? Aumentar suas taxas de conversão!  😉

  5. Você está muito lento para responder ou acompanhar

Não perca oportunidades! Portanto, responda rápido!
Pense nisso: seu cliente em potencial reservou um tempo para entrar em contato com você, com um problema ou pergunta.
Sendo assim, se você não responder de maneira oportuna, ele não se achará especial. Não se esqueça, marketing digital e mídias sociais, são sobre relacionamento.
Coloque em prática um plano para abordar rapidamente suas dúvidas e um sistema para acompanhamento após o contato inicial.
E lembre-se … nunca deixe uma pista sair do seu radar. Ao fazer isso, você está deixando a decisão de um cliente em potencial ao léu.
Em vez disso, alimente os detalhes adicionais do seu lead e incentive-os a seguir em frente com você. Seu acompanhamento pode vir na forma de um telefonema, tweet, e-mail, reunião presencial ou qualquer meio de comunicação apropriado.
Mas sempre, sempre, sempre – acompanhe seu cliente.

 Enfim….

O conteúdo é uma ótima maneira de comunicar,  transmitir seus pensamentos e ideias. Mas nem todo conteúdo é criado da mesma maneira.
Crie conteúdo para seu público e sua jornada em mente. Portanto, você tem que analisar:
O que é preciso para criar consciência, nutrir essas relações e ativá-las?
O que eles precisam saber para tomar uma decisão educada?
Concentre-se na criação de conteúdo que atinja cada aspecto do funil de marketing. Sendo assim, inspire-os, incentive-os, envolva-os.
Dê a eles todos os motivos (e depois mais alguns) para dar o próximo passo com o seu negócio. Dessa forma, você criará um bom relacionamento com seu público.

Home Office: Técnicas de Produtividade

HOME OFFICE_ TÉCNICAS DE PRODUTIVIDADE

TÉCNICAS DE PRODUTIVIDADE

Agora vamos falar das técnicas de produtividade que freelances e profissionais de diversas áreas usam. Lembrando que este é o segundo artigo da série Home Office.

Leia o primeiro: Melhore sua Organização e aumente sua Produtividade

Antes de falar das técnicas, afirmo que o tempo de suas tarefas é uma coisa essencial. É importante até mesmo, para você saber quanto tempo gasta em cada trabalho. E sabe tempo gasto em cada tarefa, te ajudará a precificar seus Jobs.

Então, hoje,  vamos falar das técnicas de produtividade. No próximo artigo dessa série, falarei dos aplicativos.

TÉCNICA POMODORO

Esta é uma das técnicas de produtividade mais usadas entre os freelances. Quem a criou, foi o italiano Francesco Cirillo. Ele utilizou um cronômetro de cozinha, em formato de tomate para gerenciar seu tempo. Foi assim que ele testou pela primeira vez a técnica e também foi assim que surgiu o nome.

Técnicas de Produtividade - Pomodoro

Pomodoro é fundamentada no fluxo de trabalho dividido em blocos, estimulando o foco e estimulando o cérebro.

Vamos ver como esta técnica funciona:

1) Faça uma lista com suas tarefas. (To do List)

2) Programe um cronômetro para 25 minutos (vale usar o despertador do celular, mas só para isso ok?)

3) Escolha uma das tarefas e trabalhe nela sem interrupções.  (É sem interrupções mesmo. Coloque o celular no silencioso e tire todas as notificações do seu computador).

4) Quando o despertador tocar, faça uma pausa de 5 minutos.  (Durante este tempo é indicado que você se levante e faça algum exercício. Caminhe, faça um alongamento. Algo que relaxe).

5) Risque a tarefa da sua lista depois que terminá-la.

6) Retome o trabalho depois da pausa por mais um “pomodoro” (25 minutos)

7) A cada quatro “pomodoros”, faça uma pausa mais longa: 30 minutos até voltar ao trabalho.

O desafio desta técnica, para mim, é fazer apenas uma tarefa nela durante 25 minutos. Ficar focada apenas nela, sem analisar minhas notificações. Mas estou trabalhando nisto. E gente, a produção aumenta significativamente. É um fato!

Muitas pessoas usam esta técnica para estudar também.

MÉTODO GTD

Técnicas de Produtividade - GTD

A mente criativa que criou esta técnica de produtividade é de David Allen, norte americano, autor de “A Arte de fazer acontecer”. Esta é uma das técnicas de produtividade mais citadas em minha pesquisa.

São cinco passos a serem seguido para fazer as coisas acontecerem, segundo o método GTD:

  1. Capturar: Tirar da cabeça todas as ideias e lembranças de coisas a fazer e passar para algum lugar mais confiável. Você pode usar um aplicativo para fazer suas anotações ou andar por aí com um caderninho.
  2. Esclarecer: Agora é a hora que você para, com foco e atenção e analisa todas as suas anotações. Analisou? Então separe as ideias que você pode colocar em prática ou não.
  3. Organizar: É essencial que você tenha suas listas em mãos, fácil acesso e organizadas. Assim você pode ter acesso a elas onde estiver. Independente do horário ou local que você esteja.
  4. Refletir: Sempre que necessário, revise o sistema, atualize as informações. Não perca tempo para não perder a perspectiva. Isto é imprescindível para que a técnica funcione.
  5. Engajar: É fazer acontecer, com significado. Saber que você está fazendo, naquele momento, a coisa mais importante que deveria estar fazendo. Se você está escrevendo um artigo, por exemplo, foque nele. Esqueça as outras tarefas do dia. Tenha tranquilidade de fazer aquela tarefa e ter controle da situação.

O princípio do GTD é você conseguir controlar seu tempo e sua vida. Mas cuidado, não seja rígido, tenha flexibilidade até porque, aparecerão contratempos.

O intuito aqui é aumentar sua organização e como consequência, sua produtividade. Se esta técnica fez seus olhos brilharem, veja este artigo completíssimo que o Trello fez.

Kanban

Esta é uma técnica de produtividade mais visual. Também é conhecida como Sistema Toyota, Just In Time ou Gestão visual. A ideia principal dela é minimizar atrasos e coordenar a produção. Foi desenvolvida pela Toyota na década de 70.

técnicas de produtividade - kaban

 

 

Ela utiliza cartões (postit) que dá à próxima etapa, autorização para a próxima tarefa. É um tipo de escala de trabalho.

É cientificamente comprovado que o cérebro processa a informação visual 60 mil vezes mais rápido do que em texto. Fantástico! O Kanban ajuda a compreender e ter um maior controle do progresso de suas tarefas de forma visual.

Há várias maneiras de utilizar este método. Uma das principais é o quadro branco com (Post-it) colados.

Os papéis representam as suas tarefas. Ao terminar cada tarefa, o papel é colocado na etapa seguinte até que a mesma seja finalizada.

Ao olhar para um quadro Kanban é fácil assimilar como seu trabalho e/ou de sua equipe está fluindo.

É fácil o entendimento do status de cada tarefa e também permite dar e receber feedbacks.

Agora, com vocês, uma imagem de um quadro Kanban… 🙂

Este método, tem praticamente três fases:

– To Do (para fazer)

– Doing (Em execução)

– Done (Finalizado).

Mas, você pode alterar de acordo com sua necessidade ou projeto.

Os blocos são abastecidos com cartões, que contém informações sobre a tarefa a ser executada. Cada cartão deve conter apenas uma tarefa.

Conforme você for desenvolvendo o trabalho, muda o cartão de lugar, para Doing e Done, escrevendo a próxima tarefa a ser desenvolvida.

Você pode usar cores diferentes de cartões para identificar o andamento das atividades (em dias, atrasadas ou com impedimento). Uma dica é separar os primeiros cinco minutos do dia para fazer uma avaliação geral do quadro e definir novas diretrizes.

OBS: Este método é mais utilizado em equipe, mas como mostrei acima, funciona perfeitamente para quem trabalha em home office.

Zen To Done:

Esta técnica é bem parecida com a GTD, aliás, é baseada nela. O que difere, é modo de execução, que é mais simples.

O foco dela é fazer com que você mude hábitos simples e que a execução das tarefas sejam mais práticas. Zen to Done minimiza a sua estrutura de trabalho diária.

O Zen To Done é conhecido pelo seu minimalismo e simplicidade. Para executá-lo você precisa apenas de um bloco (ou celular), uma lista (que pode ser feita em um caderno ou aplicativo) e uma agenda (que também pode ser online).

São apenas 4 passos que você deve seguir:

  1. Capturar

Coloque dentro da sua bolsa ou mochila um caderninho ou qualquer outra ferramenta que você possa anotar suas ideias ou lembretes.

Anote tudo que surgir em sua mente. O objetivo, assim como no GTD, é ter um lugar de fácil acesso para anotar, consultar e acompanhar suas ideias e pensamentos em geral.

Sua mente será treinada para focar no presente e não nas pendências.

Não perca tempo pensando no local certo da sua anotação. anote no próximo espaço livre do caderno. Sua caderneta é como se fosse uma caixa de entrada do e-mail: Revise suas anotações e depois as coloque nas listas que elas fazem parte (pendência, compromisso, etc)

  1. Processar

Processar não é sinônimo de executar.  Aqui é onde você analisa o que precisa ser feito com cada item, esvaziando as caixas de entrada a cada vez.

Decida rapidamente o que precisa ser feito, não os deixe para depois. Acumular tarefas é procrastinar decisões necessárias.

Tire um horário do seu dia para limpar suas caixas de entrada. Sejam de e-mail, anotações, documentos, etc. Dependendo da sua demanda, faça isso duas vezes ao dia.

O processamento deve ser feito na ordem em que os itens estão.

– fazer imediatamente (se demorar menos de 2 minutos),

– descartar,

– delegar,

– arquivar ou

– inserir na sua lista de pendências ou agenda de compromissos.

  1. Planejar

Comece seu planejamento definindo as tarefas por prioridades a cada semana e depois por dia.

Faça uma lista de Tarefas Mais Importantes (MITs – Most Important Tasks) com base em suas anotações, pendências e compromissos anotados no seu caderninho ou aplicativo.

A cada dia, escolha de uma a 3 tarefas.  Tarefas concluídas? No próximo dia repita o processo.

Resumo do planejamento: 3 tarefas mais importantes, e o conhecimento da lista de outras que estão pendentes. Caso as tarefas sejam simples, você pode acrescentar mais. Mas não se sobrecarregue.

  1. Executar (foco)

Chegamos ao ponto mais importante no quesito produtividade: a execução. É aqui que saímos do planejamento e vamos executar as tarefas. Assim como nos outros métodos, não se esqueça:

1- Faça uma tarefa por vez.

2- Evite distrações.

Para começar a execução, escolha uma das suas tarefas do dia. Dê preferência às pendências que estão na sua lista de Tarefas Mais Importantes.

Silencie seu celular, feche seu e-mail e todas as abas abertas em seu navegador. O objetivo aqui é tirar todas as distrações que possam atrapalhar sua produtividade.

Se você é adepto também à técnica Pomodoro, use um cronômetro e se concentre na mesma tarefa o tempo que for necessário para cumpri-la. Se necessário, faça pausas para alongar, fazer um lanche ou simplesmente respirar.

Caso haja alguma interrupção, pegue seu caderninho, anote a tarefa ou solicitação (que é o passo número 1) e prossiga na tarefa original. Não seja multitarefa, faça uma coisa por vez.

LEI DE PARETO

Também conhecida como 80/20. Ela aplica a teoria de que foco mínimo pode representar resultados grandiosos.

Esta técnica (ou princípio) foi criada por Vilfredo Pareto, um economista Italiano. Ela diz que 80% das consequências advêm de 20% das causa. Ou, ou 20% dos esforços causam 80% dos resultados.

De maneira prática, podemos afirmar que, 80% dos nossos resultados, vêm do que fazemos.

Por exemplo, se você é um produtor de conteúdo, 80% dos seus resultados, vêm de 20% dos seus textos. Ou seja, 80% dos resultados, vêm sempre do serviço ou produto que você oferece.

Então, como aplicar esta técnica? Ela deve ser aplicada durante o seu planejamento e também na execução diária.

Você está planejamento suas tarefas diárias. Agora, analise cada uma delas separadamente. Agora veja a real importância dela e se pergunte:

– Essa tarefa impactará os resultados no meu negócio ou da minha vida?

– Essa tarefa não pode ser feita por outra pessoa?

– Se essa tarefa fosse a única no meu dia, eu ficaria feliz e realizado ao fazê-la? É algo que gosto de fazer? Desafia e impulsiona meus talentos?

Agora dê nota à cada tarefa, de 0 a 10.

Some as notas das tarefas do dia e verifique a média do resultado:

de 0 a 5 – Essa tarefa pode ser cancelada, adiada ou delegada. O resultado dela não terá valor no seu dia.

de 5 a 7 – Essa tarefa pode ser revista, delegada a alguém ou ter uma prioridade menor em seu dia. O resultado não é tão impactante que justifique sua atenção total.

de 8 a 10 – Essa atividade é de extrema importância. Ela trará impactos e resultados importantes para você. Evite delegá-la e concentre-se na sua correta execução.

Eu achei esta técnica interessante, pois me fez analisar o que está funcionando ou não em meu trabalho. Além de agregar às outras técnicas também.

Bom, sabemos que existem várias outras técnicas de produtividade. Se você utiliza alguma que eu não citei e funciona bem no seu dia a dia, deixe nos comentários. E se você gostou, compartilhe esse artigo com seus amigos.

Você quer ser um bom escritor? Leia como um!

Você quer ser um bom escritor Então, comece a ler como um - capa blog

 

Claro, você pode aprender diferentes técnicas, dicas e truques para ser um bom escritor. E também para melhorar a sua escrita. Mas o processo de desenvolver sua habilidade como escritor é uma maratona e não é de série (que eu adoro).

Você quer ser um bom escritor? Então, comece a ler como um.

Não sou uma mestra da língua portuguesa e nem possuo um diploma na área. Às vezes, eu peco. Erro. Erros bobos, mas são erros.

Tenho minhas dificuldades e estou tentando melhorar.

Tenho um tremendo medo de escrever. Às vezes me estapeio ao escrever uma simples legenda para o Instagram.

Mas percebi, que lendo, lendo muito, essa facilidade melhora. Ajuda inclusive  com o famoso bloqueio criativo.

Ano passado, resolvi “escutar” o conselho de Stephen King:

“Se você quer ser um escritor, você deve fazer duas coisas acima de todas as outras: ler muito e escrever muito”.

Então, o negócio é o seguinte: se você quer se tornar um escritor melhor, você precisa se tornar um leitor voraz.

A época que menos escrevi, foi a que não estava lendo nada. Bom, pelo menos nada útil.

Se você quiser escrever qualquer coisa – seja uma atualização do Facebook, uma postagem no blog ou um livro – você precisa ter um bom vocabulário.

E como conseguir isto? Lendo!

Preencher-se com palavras é o melhor caminho para você alimentar sua escrita. A partir de livros, revistas, postagens de blog e tudo a mais. A leitura te ajudará a desenvolver suas habilidades como escritor.

Antes de sair e pegar um livro aleatório da sua prateleira ou Kindle, há um método que você precisa seguir em sua leitura.

Se você não sabe a anatomia de um texto, leia A Anatomia da Criação de Conteúdo. 

Ler, em geral, é útil, mas se você quiser ser um bom escritor, você precisa de um plano. Aqui estão cinco passos para ajudá-lo a começar.

1. Comece a ler agora

 

Não há melhor momento para começar a ler do que hoje.

Não acredite que você nunca poderá aprimorar suas habilidades como escritor ou ler mais livros. O melhor momento para começar é agora.

O que você lê, fará parte do seu arsenal de conhecimento, pronto para você “consultar” a qualquer momento.

Mas, antes de se inscrever em 100 blogs ou comprar vários livros novos (ou usados), respire. A leitura é um plano de longo prazo, e você quer se preparar para o sucesso.

Se você não está lendo o quanto quer, então faça uma avaliação honesta de sua vida. Procure maneiras de ter tempo para ler.

Você pode ouvir um livro por áudio durante a viagem, desligar a TV à noite ou ler vários blogs na hora do almoço. O importante é identificar maneiras de incorporar a leitura  em sua vida.

 

2. Prepare-se para fazer anotações

 

Você precisa ler como se estivesse falando com o autor, frente a frente. Pense assim: se você estivesse na palestra da sua escritora favorita, estaria pronto para anotar as dicas? Aposto que sim!

Se você deseja absorver as lições, então você precisa tratar o que quer que esteja lendo, como se estivesse conversando com o autor.

Destaque o que você lê.

Você quer ser um bom escritor Então, comece a ler como um -

Faça anotações nas margens do seu livro.

Faça tags de artigos que você leu para rever mais tarde com o Pocket.

Acompanhe suas notas, pensamentos ou as ideias que você tem – mesmo se você ache que elas são aleatórias ou bobas.

Você pode fazer, por exemplo, um registro de leitura. Pode ser em um caderno, no seu planner ou agenda. Se você é uma pessoas tecnológica, também pode usar aplicativos como Wunderlist ou Evernote.

Esteja sempre pronto para fazer suas anotações e armazenar suas ideias. Categorize suas anotações por temas. Isso te ajudará a observar padrões em seu processo de leitura e pensamento.

Também ajudará a encontrar suas ideias, em uma linha de pensamento quando estiver escrevendo.

Há muitas outras maneiras de se treinar para se tornar um leitor ativo. As dicas acima ajudarão você a começar.

3. Leia além da sua zona de conforto

Leia (basicamente) qualquer coisa.

O material de leitura de diferentes nichos ou gêneros, ajudará você a tornar-se um escritor melhor.

Você quer ser um bom escritor Então, comece a ler como um - saia da sua zona de conforto

Por quê?

Por muitas razões: ajudará você a construir um vocabulário mais extenso, descobrir novas “associações” e “metáforas”, e ver como os outros expressam suas ideias.

Beba dos poços da literatura clássica, devore os sites mais populares do seu nicho e leia livros estranhos para melhorar sua escrita.

4. Seja disciplinado

Para escrever bem, em qualquer área, você deve saber do que está falando.

Não estou dizendo que você precisa ter um diploma em todas as áreas. Mas eu estou “falando” que você precisará investir tempo para estudar sobre o assunto em pauta.

Não há atalho para aprender sobre o que você quer escrever.

Leia compulsivamente os best sellers atuais.

Leia tantos blogs quanto possível.

Acredite nos clássicos.

Mergulhe profundamente na sua área de interesse. Isso ajudará a entender melhor o assunto.

Evite repetir o que os outros disseram e esteja pronto para oferecer algo novo, fresco.

5. Leia livros antigos

Em 2013, foram publicados 1.5 milhões de livros (novos títulos e não tradicionais).

Muitos desses livros publicados serão esquecidos. Mas este não é o caso dos livros clássicos.

Você quer ser um bom escritor Então, comece a ler como um - leia os classicos

Os livros clássicos resistiram ao teste do tempo. Eles têm entretido inúmeros leitores.

Eles resistiram aos críticos ao longo dos anos. Então, quando você lê um livro clássico, você pode ter certeza de que é uma escrita de qualidade.

 

Lendo para ser um bom escritor

Leva um tempo para se tornar um grande escritor, e entendo que sugerir que ler mais pode parecer uma tarefa difícil. Mas para escritores, a leitura não precisa ser um fardo que você carrega. Na verdade, é bem o contrário.

Como vocês perceberam, a leitura é combustível para sua escrita.

Lendo, você não só irá aprimorar suas habilidades como escritor, mas o que você lê irá te inspirar a escrever. Nas palavras de um grande autor:

“Nada inspira um escritor como ler as palavras de outra pessoa”. Jeff Goins

Diga não ao padrão: seja a mulher que você quiser.

Quando comecei a escrever, meu intuito era falar da dificuldade que as mulheres acima do peso têm na hora de comprar roupa. A sociedade impõe padrões às mulheres e eu quero que você diga não ao padrão.

Diga não ao padrão

Mas fui pesquisando, e conversando com vários tipos de mulheres e minha ideia tomou outro rumo. A conclusão foi que a brasileira não é padronizada.

O que isto quer dizer? Que não temos padrão. As marcas tem que se conscientizar disto.

Estou falando das brasileiras porque sou mulher, convivo com mulheres (da porra), de todos os biótipos e estilos.

Eu sou alta, magra e branca. Ok, eu não me considero branca porque tenho a pele clara. Passo no sol e fico morena, graças às descendências indígenas do lado materno. Mas segundo os estudos, sou branca e tenho cabelo liso.

Ok, meu problema é o menor dos menores. Eu sou minoria. A brasileira tem o perfil de 42 para cima.

Além de sofrerem por estarem fora dos padrões, também sofrem na hora de comprar.

Quem não usa manequim de 36 a 42, tem uma dificuldade enorme de comprar roupas. Quando acham roupas que servem, geralmente são roupas comuns. Não tem charme, graciosidade.

Durante o carnaval, vi inúmeras mulheres acima do peso e plus size reclamando que não achavam fantasias legais para elas. E eu me pergunto: Por quê?

Essas mulheres tem direito de se vestir bem, em roupas lindas e confortáveis. Elas tem o direito de se fantasiar do que quiser. Elas podem ser e vestir, o que quiserem!

Sobre as Mulheres acima do peso e Plus Size

  •  Independente do número que ela veste, tem cintura e bunda. Se não tem bunda, tem quadril largo. Elas têm curvas e não são o Bob Esponja para usar calça quadrada.
  • Elas são vaidosas. Gostam de roupas bonitas e com um bom caimento.
  • Elas podem usar saias, vestidos, macacões, shorts e o que elas quiserem.
  • Elas também acompanham as tendências.
  • Não é porque estão acima do peso que tem peito grande.
  • Não é porque tem peito grande que tem as costas largas.
  • Elas gostam de lingeries bonitas e sexys também.
  • Porque não vendem biquínis e calcinhas separados? Mais uma vez, a brasileira não é padrão, estando acima do peso ou não. Faça uma pesquisa, nenhuma das minhas amigas é P, M ou G. Todas são P/M, M/P, M/G, G/M, G/LG, LG/G. Mais uma vez, a brasileira tem curva!
  • Vendam uma numeração verdadeira. 42 não é 44 ou 46. 46 não é plus size.
  • Nem toda pessoa acima do peso é grande e nem toda pessoa grande está acima do peso.Diga não ao padrão- roupa plus size é feia

Conversei com algumas dessas mulheres e elas encontraram alguns adjetivos para definirem as roupas que acham para comprar e servem nelas:

  •  roupa de velho
  • não tem cor
  • roupa de saco
  • roupas que parecem um balão.

Sobre Padrões

Que padrão é este que é imposto? O que é ser normal? Você já parou para pensar nos preconceitos que essas mulheres sofrem?

Já ouvi tanta coisa.

“Todo gordo é preguiçoso.”

Diga Não ao Padrão - todo gordo é preguiçoso - o que?

 

O primeiro erro é chamar a pessoa de gorda, o segundo é associar o peso à preguiça. Conheço mulheres que trabalham, fazem academia, estudam, cuidam da casa, da família e nem por isso, perderam peso.

A mulher pode estar acima do peso e fazer exercício físico, seja ele qual for. Elas são dançarinas, professoras de yoga, faixa preta em taekwondo e continuam acima do peso.

O peso da pessoa nem sempre está associado à saúde. Conheço pessoas magras com uma saúde péssima e pessoas acima do peso com saúde ótima.

“Nossa, você está magra demais! Mulher tem que ter carne”. Sim, as magras também sofrem preconceito. Também tem suas dores, suas dificuldades. Também querem ser aceitas como são e muitas, não se acham lindas, mesmo estando dentro do “padrão”.

A beleza está nos olhos de quem vê. Assim como o preconceito.

Diga não ao Padrão

Então, venho aqui, dizer não ao padrão. Dizer não ao preconceito. Dizer à vocês mulheres, que não importa seu peso, sua altura, sua cor, seu cabelo, sua religião ou sua orientação sexual. Você tem o direito de se vestir da maneira que quiser. Você tem direito ao melhor que a vida tem a oferecer.

Toda mulher tem o direito de se sentir linda, ser amada e respeitada.

Toda mulher tem que ser ouvida.

Então, hoje, no dia das mulheres, não dê presente. Não dê flores ou chocolate.

Diga-não-ao-padrão-seja-a-mulher-que-você-quiser-girl-power

Dê a ela, não só hoje, mas o ano todo, o direito de ser quem ela é. Dê a ela a igualdade de direitos. Trate-a com respeito.

Lute ao lado dela, por seus ideais. Dê apoio, suporte.

Ajude a criar os filhos e os netos dela, para que no futuro, não nenhuma mulher precise lutar para ser respeitada.

Divida com ela os trabalhos do lar e as tarefas da vida.

Valorize as mulheres que estão ou não na sua vida o ano todo.

E como comecei falando da padronização, diga não ao padrão.

Dê a mulher o direito de ser quem ela quiser.

Mulheres, não aceitem nada menos que isso e exija ser respeitada. Mas não só hoje, que é o Dia Internacional da Mulher, mas o ano todo.

 

Home Office: Melhore sua Organização e aumente sua Produtividade

Home Office Organize e Aumente sua Produtividade

Este é o primeiro artigo Home Office e disciplina deveriam caminhar lado a lado. Mas nem sempre é assim. Trabalhar em casa, requer muita organização e tem muitos desafios.

Outro dia eu comecei a trabalhar em um projeto, às oito da manhã. Parei praticamente para comer e beber água. Às 18h30min eu falei para mim: vou fazer só mais isso e paro. E das 18h30min até às 22h30min eu fiquei nesse loop de “vou fazer só mais isso e paro”.

Resultado: cansaço mental e insônia. Consequência: toda minha produtividade em um dia acabou se tornando a improdutividade do outro.

Mas, toda essa minha desorganização e falta de limite, me deu uma ideia. Como um dos meus trabalhos é escrever, eu pensei: posso ajudar muita gente que trabalha em home office a se organizar. É a dor de muitas pessoas, iniciantes ou não.

Fiz uma pesquisa nas redes sociais e agradeço imensamente à galera do grupo Estartando Freelas, e também, a meus amigos, que sempre me ajudam com as pesquisas.

Por onde começar?

ESCOLHA SUAS FERRAMENTAS DE ORGANIZAÇÃO

PARA PESSOAS ANALÓGICAS (e que amam papel e papelaria)

A primeira opção é a velha e famosa agenda. Apesar de toda tecnologia, muitas pessoas amam os papéis.

Eu sou uma delas. Na verdade eu faço um mix de analógico e digital para me organizar.

Normalmente, sou muito organizada, mas estava com trabalhos pontuais. Isso me permitia uma flexibilidade muito grande. Porém, toda essa flexibilidade me deixou preguiçosa e desorganizada.

Mas como você vai se organizar ou reorganizar (meu caso)? Então, eu uso Bullet Journal. Mas há quem use agenda tradicional, coloca lá seus compromissos principais. Outros adicionam até suas tarefas diárias. E tem também os planners.

A diferença do Bullet Journal e do Planner, é que o bullet, você quem faz. Estudos comprovam que escrever à mão, externaliza suas memórias e desejos trazem benefícios à sua saúde. Então meus amigos, escrevam. Criem seu bullet de acordo com suas necessidades.

Vejam como funciona o Bullet neste artigo aqui da Revista Galileu.

Você pode fazer seu próprio planner ou encomendar um com a sua cara. Existem pessoas super criativas que vendem planners customizados. Basta procurar. Procurem no Instagram pela hashtag #planner e você vai encontrar um para chamar de seu.

Exemplo do que tem que ter em um planner:

  1. Consulta medica e compromissos em geral
  2. Provas, seminários, aula no laboratório, aula fora do horário normal
  3. Relatórios, processos ou trabalhos para serem entregues no dia
  4. Aniversários, datas comemorativas, apresentações de filhos/amigos
  5. Coisas que não pode esquecer como comprar presente e ir ao correio
  6. Afazeres para aquele dia: limpar casa, ir ao mercado, enviar e-mail.
  7. Pequenas listas, como se lembrar de levar pão e leite na volta do trabalho.
  8. Textos ou livros para ler: se faz faculdade, dividir pagina ou artigos para ler durante a semana é interessante.
  9. Coisas alegres ou anotações como “comecei a tomar vitaminas”, “iniciei academia”.
  10. Gastos do dia

Agenda, Bullet ou planner, são para pessoas que gostam de escrever. Que tem a necessidade do papel ali para anotar as coisas. Qualquer uma dessas opções é boa se você souber utilizá-la.

Veja a diferença entre Bullet, Planner e agenda neste artigo do Vida Organizada.

Se você é uma pessoa mais visual, pode fazer um calendário na parede ou comprar uma lousa e colocar suas atividades do dia ou da semana lá. O Pinterest tem ótimas inspirações.

Mas para utilizar qualquer um desses meios, você precisa se organizar. E o primeiro passo é:

 

ENTENDA QUE SUA CASA É A SUA EMPRESA

Bom, a primeira coisa que você tem que fazer é entender que, sua casa é a sua empresa.

Home Office - sua casa é a sua empresa

Acorde, tome um banho e um café caprichado. O banho ao acorda energiza o corpo, eliminando aquela famosa “preguicinha” matinal e também o mal humor.

Em um artigo do El País, especialistas afirmaram que, pessoas que precisam manter a mente ativa e criativa, devem optar pelo banho matinal. Eles são especialistas, então vamos escutá-los.

E todos sabem que o café da manhã é a principal refeição do dia. Alguns discordam, eu sei. Tem a galera adepta do jejum, mas é o ideal, é se alimentar bem pela manhã, pois esta alimentação vai te dar energia para um dia inteiro de trabalho.

Já sabemos que é importante estarmos banhados e bem alimentos. Feito isso, vamos para o próximo passo.

DEFINA HORÁRIOS DE TRABALHO EM HOME OFFICE

lembra que falei anteriormente que, se você trabalha em home office, sua casa é a sua empresa? Então, isso significa que você precisa ter horários definidos para trabalhar.

Em minhas pesquisas, muitas pessoas trabalham em horário comercial, de 08 às 18hs. Mas tem os que preferem trabalhar de 09 às 19hs.

E tem também, os que trabalham de 8 às 11hs e de 14 às 19hs.

O que importa aqui, é você estipular um horário. Veja suas necessidades e também o horário que você é mais produtivo. Tem que ser o melhora pra você.

Afinal, escolher seu horário é um dos benefícios de trabalhar em home office.

ORGANIZE SEU DIA A DIA

Você precisa organizar suas tarefas diárias, semanais, mensais e reuniões.

Há pessoas que tem um planejamento anual.

Eu invejo essas pessoas, sério! Uma maneira prática e eficiente, é fazer as famosas To do List.

TO DO LIST

To do list é uma técnica de produtividade pessoal. Mas isso não impede de usarmos para o profissional, não é mesmo?

To do list nada mais é do que uma lista de tarefas. São listas de coisas que temos que fazer.

Coaches dizem que as To Do List’s revolucionam nossa visão sobre a vida. Você sente concretizar seus planos e sonhos, sente que aquilo que você está fazendo é real, concreto, palpável.

Sabe quando você promete não tomar café durante um dia inteiro (uma coisa quase impossível) e consegue? Então, é essa a sensação que a To Do List deve provocar em você.  Sensação de realização.

A To Do List pode ser usada através de aplicativos (que estarão em outro artigo) e também em agenda, planners e até uma simples folha de papel.

Você pode fazer listas diversas e separar por data, prioridade e nichos.

Pode ter uma lista de tudo que você precisa fazer em um dia, separar em tags como: casa, trabalho e rua (coisas que você precisa resolver fora de casa/trabalho).

Home Office minha to do liste

Coloque prazos em suas listas. Vou tentar mostrar a vocês, como eu faço minhas listas normalmente.

Faço uma lista semanal, de tudo que tenho que fazer durante a semana. Depois, vou “quebro” esta lista e dividindo todo o trabalho da semana nos dias, por ordem de prioridade e grau de dificuldade.

Por exemplo, se tenho uma reunião fora na terça à tarde, nesse dia, eu coloco tarefas simples para fazer durante a manhã.

Em outros casos, dependendo do grau de dificuldade da tarefa, separo o dia todo para fazê-la.

Se você é uma pessoa visual, também pode fazer um calendário na parede ou comprar um quadro branco. Há varias inspirações no Pinterest.

home office - calendario na parede - inspiracao visual

 

 

Isso tudo, nos leva a outra questão. Técnicas de produtividade. No próximo post falarei delas para você.

Mas agora eu quero saber se você está gostando do conteúdo. Deixei comentário de como você se organiza no dia a dia trabalhando em home office. Quais são suas maiores dificuldades.

Em breve volto com este assunto para falar de técnicas de organização e também aplicativos.

 

 

 

 

 

Blog Post: a anatomia da criação de conteúdo

Muitas pessoas querem ter um blog. Mas o que você tem que fazer para começar a escrever? Bom, você precisa passar por todo processo do blog post da anatomia da criação de conteúdo.

Escrever e manter um blog, é uma ótima maneira de atrair clientes. Escrevendo, você pode transformar prospects em leads. E depois, em compradores.

Com muitos sites e blogs on-line, você precisa se certificar de que sua informação se destaque. Só assim, você vai atrair leitores.

Mas que anatomia é esta que você precisa para criar um ótimo conteúdo de blog? Por onde começar? O que é essencial?

Vamos começar!

Pesquisa

 

O conteúdo do blog deve ser valioso e útil para o leitor. Então, sem a pesquisa adequada, você pode não atingir esse objetivo.

Você precisa pesquisar não só as informações que serão incluídas na postagem do blog. Há um pequeno número de itens a serem pesquisado também:

– tópicos sobre o assunto

– palavras-chave

Agora você já pode focar na pesquisa das informações que serão incluídas no conteúdo do seu blog:

– dados

– estatísticas

– links de fontes respeitáveis ​​que podem demonstrar aos seus clientes que você sabe do que está falando.

Esta apresentação ajudará a estabelecer sua credibilidade com seus leitores. Você será visto como alguém que conhece os problemas deles e os ajuda a resolver.

Palavras-chave

palavras chave - Blog Post a anatomia da criação de conteúdo

Palavra-chave é uma parte essencial para criação de conteúdo. Só assim você vai se destacar e conseguir alcançar uma audiência apropriada.

Leitores, assim como nós, escritores, pesquisam por frases e palavras-chave específicas para encontrar a informação que procuram.

E por isto, que o uso dessas palavras-chave em seu conteúdo é crucial. Com a densidade de palavras-chave adequada, seu conteúdo será facilmente encontrado na pesquisa. Assim, a probabilidade de os leitores clicarem no seu conteúdo, é muito maior. Além de ter uma melhor classificado no ranking do Google.

Você precisa usar as palavras-chave certas em todo o seu conteúdo, de maneira natural. Sem excesso. O preenchimento de palavras-chave pode realmente ter o efeito oposto e acabar baixando sua localização no ranking. Por isto a necessidade de fazer isto de maneira adequada.

Título

 

Qual será o melhor título para meu texto?

Um bom título é importante para a otimização de mecanismos de pesquisa. Mas não é só isso, também é ele que atrai a atenção dos leitores. É ele quem os atrai para o seu conteúdo.

Seu título tem que ser chamativo, mas não mentiroso. Se você quer que um título perfeito, tem que condizer com o conteúdo oferecido.

Se o leitor for a seu site através do título e o conteúdo não for bom, ele vai sair. Isto traz rejeição. Se ele não encontrar o que você está “vendendo” através do título, ele também vai sair. Seja verdadeiro e astuto (nossa, que palavra de velho né?).

Ao criar seu título, você precisa saber quais títulos são mais procurados e compartilhados.

De maneira geral, eles têm que ter até 60 caracteres para atrair maior atenção. Aqueles que têm entre 8 a 12 palavras, são mais compartilhados no twitter. E de 12 a 14 palavras são compartilhados no Facebook.

Meta Descrição

A meta-descrição pode parecer uma pequena parte da postagem do blog, mas é importante, valorize.

Ela é o que os leitores veem quando encontram sua página no resultado da pesquisa. É um breve resumo de uma ou duas linhas do conteúdo.

Os metadados funcionam melhor quando têm menos de 155 caracteres, enquanto fornecem o máximo de detalhes sobre o que os leitores podem esperar encontrar.

Imagem ou gráfico

imagem ou gráfico - Blog Post a anatomia da criação de conteúdo

 

Cada postagem no blog deve incluir pelo menos uma imagem atraente. Também pode ser um gráfico e tem que estar relacionado com o conteúdo.

Mas não basta uma foto. É necessário mais. Tente infográficos, screenshots ou gifs, etc. Mas tudo ilustrando informações relevantes que você está prestes a fornecer ou forneceu.

Introdução

Uma introdução tem importância crucial. É ela quem convence seus leitores a ler o resto da sua publicação.

Os leitores normalmente fazem uma leitura dinâmica (eu faço) do conteúdo para ver se é o que eles estão procurando. Isso faz com que essas primeiras linhas são extremamente importantes para chamar a atenção.

Normalmente, as apresentações que usam humor, fatos surpreendentes, perguntas ou uma estatística emocionante são as que mantem o interesse do leitor.

Veja esse artigo da Resultados Digitais, que dão dicas sobre Introdução.

Subtítulos

Subtítulo é uma maneira de tornar o conteúdo mais fácil de ler. Ele divide o conteúdo em seções específicas.

Também é uma maneira significativa de ganhar rankings em SEO. Ah, e ajuda a sinalizar o Google e outros motores de busca populares sobre as informações que o artigo contém.

Corpo do texto

O corpo da sua publicação é considerado o miolo do seu conteúdo. É onde os leitores esperam encontrar a informação mais valiosa.

Em média, a postagem de blog que contêm, entre 2.000 e 2.200 palavras tem maior visibilidade. Leva entre cinco e sete minutos para ler e prende a atenção dos leitores.

Mas, postagens mais curtas, que tenham entre 500 e 800 palavras serão muitas vezes lidas com mais facilidade e mais compartilhadas.

Mas o conteúdo tem que ser valioso e muito relevante. Tem que conter informação fácil de ler e entender. Os parágrafos tem que ser curtos e não se esqueçam dos subtítulos.

Conclusão

Quando estiver pronto para encerrar e assinar, avise ao leitor que o artigo está se fechando. Sua conclusão não precisa ser longa. Mas certifique-se de recapitular a publicação dê mais recursos e orientação. Caso seja necessário e caiba neste conteúdo.

Chamada à ação

Em sua conclusão, pode e deve haver uma chamada à ação significativa (CTA). Pode ser um conselho, uma oferta de conteúdo ou um link para outra postagem relacionada ao tema.

Use as últimas linhas da sua publicação para fazer com que o leitor sinta que aprendeu algo com você. E não só isso, que vai aprender ainda mais. Plante o desejo de clicar em um link, deixar um comentário, compartilhar, etc.

Enfim….

Então é isto (estou avisando que finalizarei o artigo). Espero que eu tenha ajudado você, que está lendo e quero a opinião de vocês. Quando vão criar um artigo para blog, como vocês fazem?

Em breve escreverei mais artigos sobre marketing de conteúdo e escrita em geral. Se inscreva na newsletter e receba tudo em seu e-mail.

10 passos para criar uma estratégia de mídia social matadora

Você tem um estratégia de mídia social?

As mídias sociais mudaram a forma como as empresas se comercializam seus produtos. Até porque, hoje em dia que não tem presença nas redes está perdendo território.

A forma como interagir, responder e atender o cliente mudou. Claro, que você não vai ficar para trás.

Se você tem negócio, seja grande ou pequeno, as redes sociais são a sua conexão online com clientes e potenciais clientes.

É uma oportunidade para transformar seus fãs, seguidores, leitores e assinantes em fãs. E se você trabalhar direitinho, também ganhará influenciadores e defensores da marca.

A mídia social oferece visibilidade.

O poder das mídias sociais é grande e não basta ter presença nas mídias sociais. Você precisa implementar estratégias e processos que suportem escalabilidade, eficiência e engajamento social bem sucedido.

Não sabe por onde começar? Vamos lá! Você precisa de uma estratégia de mídia social matadora.

1.     Conheça seu mercado-alvo

O uso de mídia social varia de um demográfico para o próximo. Aproveite o tempo para pesquisar  e entender exatamente como, quando e por que seu público-alvo está usando mídias sociais.

Também é parte vital da estratégia de mídia social identificar a plataforma de mídia social que seu público estar. Isto faz sua estratégia ser focada e direta.

  2. Tire o tempo para criar seu conteúdo

Antes de mergulhar e criar conteúdo on-line, considere cuidadosamente a mensagem e o objetivo de cada publicação.

10 passos para criar uma estratégia de mídia social matadora

Seja uma publicação no Facebook ou artigo de blog, todas as palavras que você escreve devem estar ligadas a seu objetivo final.

Se tem dúvida em criação de conteúdo, leia o artigo COMO FAZER UM BOM MARKETING DE CONTEÚDO.

O objetivo da sua estratégia de mídia social é direcionar o tráfego para o seu produto mais recente? Talvez você tenha um serviço que você queira destacar este mês. Independente do objetivo, não perca de vista o resultado final.

Dica: um calendário de conteúdo é a chave para uma estratégia consistente!

  3. Criar uma estratégia de plataforma cruzada

As empresas mais bem sucedidas que utilizam as mídias sociais estão ampliando sua influência em várias plataformas.

Além de estar no Facebook e Twitter estão enriquecendo sua marca com Instagram, Pinterest, Google+ Tumblr, blogs e LinkedIn.

Isto não quer dizer que você tem que estar em todas as plataformas. Onde seu publico está? É pra lá que você tem que ir.

  4. Mantenha seu Branding consistente

Ao configurar contas em diferentes redes de redes sociais, certifique-se de que seu logotipo, esquema de cores, fontes e gráficos sejam consistentes.

10 passos para criar uma estratégia de mídia social matadora - Gizani Branding

Você quer garantir que não importa onde as pessoas se conectem com você, sua marca ficará facilmente identificável.

Quer um exemplo? Deem uma olhada no facebook e instagram do Banco Itaú.

  5. Misture

Não fique apenas no formato de “imagem com legenda”.

As melhores estratégias de mídia social misturam táticas quando se trata de publicação, quer o conteúdo seja apenas um link, imagem ou texto.

Tente mudar as coisas e incorporar Infográficos, citações de sua última postagem ou respostas para perguntas. O objetivo aqui é gerar conteúdo com o qual as pessoas irão interagir clicando nele, comentando ou compartilhando com seus amigos.

  6. Engaje seu público

Uma vez que você começa a chamar a atenção do seu público, hora do engajamento. Isto faz parte da sua estratégia de mídia social: Você faz seus seguidores se sentirem especiais?

10 passos para criar uma estratégia de mídia social matadora - engajamento

Responda aos comentários e responda as perguntas. É importante ter uma mensagem consistente. Assim você vai ser lembrado sempre como um bom profissional.

  7. Siga a regra 70-30

O que é a regra 70-30? Mantenha setenta por cento envolvendo conteúdo e trinta por cento promocional.

Os setenta por cento devem ser divertidos, interessantes e úteis para o usuário online. Deixe seu público se envolver na conversa, ao invés de se sentir como se estivessem “comprando” toda vez que você postar.

Isso mantém sua audiência interativa e envolvida, de modo que, quando você promove, é muito mais provável que avaliem qualquer informação que você publicou.

  8. Verifique o seu Analytics

A pesquisa deve ser a espinha dorsal de qualquer estratégia de mídia social.

O Google Analytics oferece um rico banco de dados de estatísticas e análises que podem (e devem) orientar suas decisões de postagem e estratégia.

Aproveite esta informação para aprender o máximo possível sobre o conteúdo que está produzindo o maior impacto em sua comunidade. Avalie como e por que alguns conteúdos funcionam e outros não.

  9. Fique ligado nas tendências

Fique ligado nas tendências e histórias relevantes do seu mercado. Este é um trabalho diário.

Bom, todo o trabalho tem que ser revisto diariamente, mas este tópico tem que estar no topo da sua lista de afazeres.

Manter suas postagens atuais é uma forma segura de melhorar o alcance orgânico de qualquer postagem.

  10. Reavaliar, revisar e retrabalhar

Pegue as informações que você excluiu da sua análise e ajuste sua estratégia. A mídia social é fluida. Isso significa que sua estratégia deve permanecer ágil e flexível.

Não tenha medo de mudar as coisas!

Com estes dez tópicos, você já tem um bom começo. Mas não esqueça, você tem que estar sempre estudando seu mercado, sobre mídias sociais. É necessário acompanhar as mudanças de algoritmos e ficar de olho no seu público.

 

SEO no Instagram – Como funciona?

SEO no Instagram é um tema importante. Vivemos num mundo dominado pelos motores de busca. Por isso vou falar para vocês um pouco de SEO e também como ele funciona no Instagram.

95% do tráfego de pesquisa que atravessa o Google, o Alphabet está constantemente atualizando e alterando seus algoritmos para garantir a melhor experiência do usuário.

O Google faz isto para que as pessoas possam encontrar a informação que eles buscam da maneira rápida. E é por isso que a otimização de mecanismos de pesquisa (SEO) é essencial para qualquer negócio.

Mas o Instagram tem seu próprio mecanismo de busca. Então, existe SEO para Instagram ?

Preciso otimizar meu perfil de negócios?

SEO no Instagram - Como funciona 1

SEO Mensura Qualidade

SEO é a espinha dorsal do seu negócio e também o resultado de um site de qualidade.

Para que você tenha uma classificação alta, seu site deve ser rápido, eficiente, envolvente, on-topic e entregar informações exclusivas.

Quando você pergunta a um especialista em SEO como melhorar seu ranking, muitas a resposta recebida é complicada. Provavelmente serão frases com as quais você  não está familiarizado.

No entanto, as coisas são simples.

Otimização de desktop / móvel

Quando uma página é criada para carregar rapidamente no desktop e no celular.

A velocidade de carregamento se traduz em uma experiência perfeita do usuário final. Geralmente isso é feito através de otimização de imagem, reformulação de arquivos e um serviço de hospedagem estável.

Os links quebrados mostram falta de qualidade.

Link Building

Pode parecer complicado, mas está intimamente relacionado com a ideia de informações únicas.

Se houver muitos sites de alto nível que tem um link ligado a seu site, isso significa que o que você tem a dizer é único e informativo.

Interligação

Suas páginas devem ser fáceis de navegar. Se você tiver um sitemap e vincula suas postagens entre si, você irá facilitar os rastreadores e os usuários.

Otimização de imagens

Suas imagens devem ser pequenas para otimizar a velocidade, mas elas também devem estar relacionadas ao conteúdo fornecido.

O que adiciona texto explicativo (alt) a cada imagem é considerado uma boa prática para a experiência do usuário final.

Taxa de retrocesso

Quando as pessoas entram seu seu site e fecham a guia ou sai do seu site rapidamente, algo está errado.

Você não entrega as informações que eles procuram. É por isso que envolver o leitor é a chave.

Densidade das palavras-chave

As páginas no seu site devem estar relacionadas ao conteúdo e ao setor a que você está segmentando.

Você não pode ter uma página sobre cães e falar sobre tópicos não relacionados.

Você também não pode ter uma página sobre cães e simplesmente enviar spam a palavra cachorro repetidamente.

Você deve agregar valor ao tópico de cães.

Ações de mídia social

É o que retorna o envolvimento do leitor. Se sua postagem estiver sendo compartilhada nas mídias sociais, isso significa que você é interessante.

Embora não seja o fator mais importante de uma estratégia de SEO, mas certamente ajuda.

Tudo isso é bom. Basicamente, enquanto você sabe o que você está falando e você entrega conteúdo de qualidade em um site, você está atraindo o público alvo.

Mas com uma competição tão alta onde cada palavra conta para o quão alto você vai escalar na escada de busca, então….

Qual o papel do Instagram no SEO ?

SEO no Instagram - Como funciona 2 Como o Instagram também é um mecanismo de pesquisa, você pode fazer algo para melhorar a rapidez com que as pessoas encontram suas fotos e dirigem o tráfego novo e gratuito para o seu perfil? Vamos discutir!

Instagram e SEO dentro da Plataforma

Ao discutir como alcançar o sucesso do Insta, muitas vezes enfatizamos o fato de que, a qualidade do conteúdo visual é de extrema importância.

A grosso modo, isto é verdade. Fotos únicas que se encaixam no personagem da marca é uma ótima maneira de humanizar sua marca e envolver seu público.

Mas como isso se traduz em tráfego de pesquisa livre? No seu núcleo, o alcance orgânico da plataforma se resume à função de busca e ao algoritmo da linha de tempo.

O Algoritmo de pesquisa e Trending Hashtags

O algoritmo de pesquisa dentro do Instagram é mais uma função dentro da plataforma. Quando as pessoas escrevem uma palavra, uma frase ou uma hashtag na barra de pesquisa, os resultados são pessoas / perfis que você segue e as postagens mais recentes relacionadas ao tema.

Muito parecido com o algoritmo do Google, também é uma resposta direta de como as pessoas usam a função de pesquisa.

Tendo isso em mente, a melhor estratégia para aumentar seu alcance é seguir as últimas hashtags e postar frequentemente.

Mas cuidado, não coloque uma hashtag que não tenha uma real ligação com seu conteúdo.

Você deve focar nas tendências, mas aquelas que estão relacionadas a seu nicho e ainda manter a qualidade da postagem com prioridade máxima.

O nome de domínio do seu site ajuda o Google a saber qual é o seu nome de marca e a apresentar sua página quando as pessoas pesquisam sua empresa.

O mesmo acontece com o Instagram. Para ter um SEO eficiente, você tem que usar seu nome de usuário como seu nome de marca.

Algoritmo de alimentação Instagram e alcance da marca orgânica

Mas o Algoritmo do Timeline do Instagram é onde as coisas ficam muito mais interessantes.

Como o Google é usado principalmente para pesquisas diretas, o Instagram é usado para verificar fotos em um feed.

Com a rolagem e o envolvimento com as fotos sendo a forma mais popular de usar a plataforma, é fato que o Instagram quer que eles tenham a melhor experiência como usuário.

O problema com a otimização de algoritmos é que é muito mais pessoal.

Engajamento

Um dos fatores que acompanha a escolha algorítmica por trás das fotos que aparecem no feed é o envolvimento da foto em questão.

Se o engajamento é ótimo, isso significa que provavelmente é algo que vale a pena ver. Este é um dos fatores mais importantes e a razão pela qual a taxa de engajamento (ER) é uma estatística que você deve acompanhar de perto.

Novidades

As pessoas não querem ver as mesmas. Querem ver algo novo, diferente e recente. É por isso que a novidade é levada em consideração.

Embora isso dependa do seu nicho e da sua concorrência, entre outros fatores, publicar pelo menos uma vez por dia no Instagram é necessário se você quiser aumentar o alcance.

Relevância da Aprendizagem de Máquinas

A tecnologia de reconhecimento de fotos impulsionada pela aprendizagem de máquinas ajuda Instagram a categorizar seu conteúdo.

Quanto mais relevantes as suas fotos são para um determinado nicho, melhor as chances de que você apareça em um feed que esteja interessado nessa área.

Claro, muito parecido com o SEO do Google, o algoritmo Instagram funciona de maneiras misteriosas e as dicas acima mencionadas estão em constante mudança.

Além disso, existem mais de alguns fatores fora do seu controle. Isso inclui se uma pessoa está procurando sua marca ou se ela se envolve com sua marca com frequência.

No entanto, desde que você publique conteúdo de qualidade relacionado a seu nicho, encaixe no personagem da marca, você deve estar indo bem.

Instagram como uma maneira de aumentar sua pontuação de SEO

O Instagram também é um site que se classifica no Google.

Se você tem uma marca estabelecida e você registra uma conta do Instagram, é provável que seu perfil nas mídias sociais apareça mais rápido do que seu site novo.

A melhor maneira de garantir que você receberá um leve aumento de pontuação de SEO ao ter um perfil do Instagram é ter uma descrição curta, mas pontual, com um link para o seu site.

O Raciocínio das Redes Sociais Atrás de um Perfil do Instagram

Quando se trata de mídias sociais, o Instagram é uma das redes mais negligenciadas. Isto se deve ao fato de a maioria das pessoas acharem que basta postar uma foto bacana. A imagem é importante, não resta dúvidas, mas e a legenda? Você usa as hashtags corretas?

Apesar de ter melhores taxas de engajamento do que a maioria dos seus concorrentes, a plataforma ainda não é valorizada. Bom, pelo menos não como deveria.

Isto quer dizer que, você precisa sim considerar o que escreve em suas postagens.

Se forem postagens longas, use frases curtas, parágrafos e tudo que você possa fazer para facilitar a leitura.

Leia o artigo “Por que uma boa legenda é importante?

Otimize os algoritmos no trabalho em seu feed do Instagram.