Como Criar Buyer Personas

Vou continuar como prometido, a falar sobre personas. Desta vez, vou falar sobre a Buyer Personas.

Você não deve mergulhar em publicidade paga ou marketing de conteúdo sem saber exatamente quem é sua buyer personas.

Conhecer e entender quem compra, ou vai comprar seus produtos é essencial para ajudar a maximizar seu retorno de investimento de publicidade e eficácia de conteúdo.

Para entender os principais grupos de clientes, tornou-se um padrão para muitas empresas criar Buyer Personas (ou cliente).

Definição:

A pessoa do comprador é uma representação semi-ficcional de seu cliente ideal com base em pesquisas de mercado e dados reais sobre seus clientes existentes. Hubspot

“Uma Buyer Persona diz o que os potenciais clientes estão pensando e fazendo enquanto ponderam suas opções para resolver um problema que sua empresa resolve. Muito mais do que um perfil unidimensional das pessoas que você precisa influenciar, ou um mapa de sua jornada, as buyer personas revelam informações sobre as decisões dos seus compradores – as atitudes, preocupações e critérios específicos que levam os potenciais clientes a escolherem você, seu concorrente ou status quo.” http://www.buyerpersona.com

Neste artigo, vocês aprenderão como criar Buyer Personas para o seu negócio para que você possa segmentar seus anúncios e criar conteúdo mais convincente que envolva seus clientes ideais.

Vamos começar!

Qual a importância das Buyer Personas

O que já foi um exercício geralmente praticado apenas por grandes empresas, está se tornando cada vez mais útil para pequenos negócios, principalmente os online.

Existem alguns motivos para isso. Primeiro, à medida que o espaço online se torna cada vez mais cheio, torna-se cada vez mais importante ter anúncios e comunicações ultra segmentos. Além disso, as ferramentas para segmentar os clientes foram democratizadas até o ponto em que todos podem criar campanhas para direcionar os clientes com base em uma lista cada vez maior de dados demográficos e psicográficos.

A publicidade paga do Facebook agora permite uma incrível quantidade de segmentação avançada com base em informações como localização, idade, idioma falado, nível educacional e interesses. Pela primeira vez no histórico, mesmo com um pequeno orçamento e com uma nova loja online, você tem acesso a uma segmentação de público muito específica.

Para dar uma ideia do nível de detalhes que você pode usar para segmentar seus anúncios no Facebook, veja abaixo os parâmetros que você pode definir:

 

 Buyer Persona

Buyer Personas evoluirão e mudarão

É importante lembrar que seus personagens vão mudar à medida que você descobre mais informações sobre seus principais tipos de clientes e o que os motiva.

Especialmente quando você está começando e criando buyer personas para um novo negócio, muitas vezes você se baseia em pensamentos, sentimentos e intuições pessoais. No entanto, à medida que seu negócio progride e você faz vendas, você começará a aprender muito mais sobre seus principais clientes.

À medida que você aprende mais, não se esqueça de voltar e redefinir continuamente suas buyer Personas para garantir que você esteja direcionando seus potenciais clientes de forma mais eficaz.

Defina amplamente Suas Buyer Personas

Para começar a definir suas buyer personas, você vai querer ser o mais amplo possível, e, em seguida, vai detalhando mais e mais. Tenha em mente que a maioria das empresas poderão ter vários tipos de buyer personas.

Vou exemplificar. Vamos supor que temos um e-commerce que vende meias diferentes, criativas e coloridas para mulheres. Vamos chama-la de Super Meias.

Como a dona desta empresa fictícia usa as próprias meias, fica mais fácil detectar potenciais clientes e grupos de buyer personas.

Consumidor final – Estes são clientes que estão comprando para si ou como presente para outra pessoa.

Contas de atacado – Isso inclui compradores atacadistas de outras empresas que podem querer vender Super Meias em suas próprias lojas de varejo e online.

Agora que temos dois grupos de compras muito amplos, vamos quebrar um deles ainda mais. O primeiro grupo, o Consumidor final, definitivamente pode ser dividido em algumas buyer Personas, então vamos usar isso como nosso exemplo.

Dependendo do tipo de produto que você vende, você pode dividir suas buyer personas de maneira diferente, no entanto, neste caso particular, dividiremos o consumidor final em duas pessoas distintas:

Mulheres Fazendo Compras – comprando para elas.

Homens comprando para suas namoras / esposas como presentes.

Agora que temos todas as pessoas compradoras iniciais amplamente definidas, é hora de definir algumas informações importantes sobre elas.

Detalhamento de Buyer Personas 

Então, onde você começa quando se trata de definir as pessoas do seu cliente?

Há muitas informações possíveis que você poderia pesquisar, usar e definir, no entanto, um ótimo lugar para começar é analisando as informações que você pode usar com praticidade.

O Facebook é uma das redes de anúncios de crescimento mais rápido e também é um dos mais fáceis de usar. Mais importante ainda, também tem muitas opções de segmentação que acompanham a personalidade do seu cliente. Isso torna o Facebook Ads um ótimo lugar para começar a procurar dados demográficos e psicográficos do cliente para definir.

Enumerei alguns dos principais elementos a serem definidos abaixo para cada um de seus personagens:

Nós enumeramos alguns dos principais elementos a serem definidos abaixo para cada um de seus personagens:

Localização – Onde as pessoas desta pessoa vivem?

Excluindo localização – Onde as pessoas desta pessoa não vivem?

Idade – Qual é a faixa etária desta pessoa?

Gênero – Qual é o gênero das pessoas nesta pessoa?

Interesses – Quais são os interesses das pessoas nesta pessoa?

Nível de Educação – Qual é o nível de educação desta pessoa?

Título do trabalho – Em que campo de trabalho o seu cliente trabalha e quais tipos de títulos de trabalho eles carregam?

Nível de renda – Qual é faixa de renda dessa pessoa do comprador?

Status de Relacionamento – Qual é o status de relacionamento desta pessoa do comprador?

Idioma – Quais idiomas as pessoas nesta pessoa falam?

Sites favoritos – Qual tipo de site esta pessoa geralmente acessa?

Motivação de compra Quais motivos que essas pessoas têm para comprar o seu produto?

Preocupações de compra – Qual a maior preocupação que a pessoa tem ao comprar seu produto?

Se você não tem todas as respostas para as perguntas acima não tem problema, você pode fazer outras perguntas, se imagine no lugar de comprador, quais são suas dúvidas na hora da compra? Mas não esqueça, a finalidade deve ser sempre compreender melhor os seus clientes para poder se comunicar de forma mais eficaz, bem como para poder segmentar os seus anúncios de forma mais precisa.

Como pesquisar suas Buyer Personas

Para começar a coletar informações sobre buyer personas, você tem que começar a pesquisar e preencher as lacunas com pequenas suposições.

Se você tiver um negócio já estabelecido …

Se você possui um negócio online já estabelecido, existem ferramentas que você provavelmente já usou e podem ajudá-lo a entender melhor quem são seus clientes atuais. Algumas dessas ferramentas incluem o Facebook Insights, se você tiver uma página do Facebook configurada para o seu negócio. Você também pode usar o Google Analytics Audience Reports, que possui informações robustas sobre dados demográficos e alguns psicográficos dos visitantes do seu site.

Para entender a sua personalidade psicológica em profundidade, sua melhor aposta é conversar com seus clientes existentes. pesquisando seus clientes com uma ferramenta como Survey Monkey. Uma vez que eles compraram de você, eles são o tipo de cliente que você deseja mais, então entender o que os motiva a comprar e suas maiores preocupações podem ajudá-lo a se comunicar de forma mais efetiva com pessoas similares a elas.

Se você não possui um negócio já estabelecido …

Se você ainda não possui um negócio online estabelecido, um ótimo método para ajudá-lo a preencher os espaços em branco é analisar seus maiores concorrentes. Um dos melhores lugares para começar é usando um serviço como o SimilarWeb para analisar o tráfego de seus concorrentes.

Você também pode tentar visitar os blogs e as mídias sociais dos seus concorrentes. Analise os perfis das pessoas que estão comentando e interagindo nas postagens deles.

Buyer Persona

Utilizando as ferramentas mencionadas na seção anterior e algumas suposições, completamos nosso personagem de exemplo para supere maias . Aqui está o que surgiu:

  • Localizações: Belo Horizonte, Minas Gerais, Brasil
  • Idade: 25 – 40
  • Género: Feminino
  • Interesses: fitness e bem-estar, compras e moda, esportes ao ar livre e ou tecnologia
  • Nível de Ensino: Graduado
  • Cargo: Empreendedoras, Publicitárias, Coordenadoras de Marketing
  • Status de Relacionamento: Solteiro
  • Interessado em: Homens e Mulheres
  • Língua: Português
  • Motivação de compra: deixar o dress code mais divertido e diferente.
  • Preocupações de compra: consciência de preços.

A última coisa a fazer é tornar a personalidade viva e humanizá-la. Isso geralmente é feito dando a pessoa um nome e uma foto. Você pode usar um gerador de nomes on-line e usar imagens no LinkedIn ou nas Imagens do Google, desde que suas pessoas sejam apenas para uso interno.

 Buyer Persona

Como usar as Buyer Personas

Com todas as buyer personas, agora você deve ter uma ideia muito melhor de quem, como e onde você deve estar comercializando para atingir o maior nível de sucesso.

As informações demográficas de cada persona te ajudarão a segmentar seus anúncios de forma mais eficaz, e as informações psicográficas podem ajudá-lo a escrever um conteúdo mais atraente para cada personagem particular.

Por exemplo, sabemos ao ver a personalidade acima que anunciar uma venda ou desconto para Bianca provavelmente será mais eficaz do que tentar anunciar qualidade, pois sabemos que ela é consciente de preços.

Conclusão

Como mencionado anteriormente, as pessoas buyer personas provavelmente mudarão à medida que você for aprendendo mais sobre elas e for recebendo novas informações também. Você pode até descobrir buyer personas completamente diferentes à medida que sua empresa cresce.

Com as buyer personas definidas, sua segmentação e comunicação de anúncios tem uma chance muito melhor.

Do engajamento aumentado em seus canais de mídia social para um ROI maior para seus anúncios on-line, dá um espaçamento de tempo para definir suas buyer personas e pode ajudar seu negócio online a ter sucesso ao conhecer e entender melhor seus principais clientes.

Espero que este artigo tenha ajudado. Caso tenham dúvidas ou algo a acrescentar, deixe nos comentários! Será um prazer discutir isto com vocês!

O que é Brand Persona?

Buyer Persona e Brand Persona

Participei de um evento neste final de semana e dentre as palestras tinha uma voltada para MARKETING DIGITAL PARA STARTUPS. O palestrante falou o tempo todo em persona, querendo dizer público alvo, que no caso seria na verdade uma buyer persona. Existe uma diferença entre Buyer Persona e Brand Persona e quem trabalha como inbound ou outbound marketing, precisa saber.

Muitas pessoas em uma palestra como esta, que não era voltada para especialistas, podem não entender a diferença. Então a primeira dica é: quando for dar uma palestra, seja claro. Seu público tem que entender o que você está falando e você tem que familiarizá-lo com o dialeto do seu nicho.

Ele queria dizer para focarmos em nossa buyer persona, público alvo. Isso me incomodou tanto, que resolvi fazer dois artigos, sobre os dois temas, pois tanto a buyer como a brand persona são essenciais para o planejamento estratégico de marketing do seu negócio. Vamos começar falando de Brand.

BRAND PERSONA

Definição

“Brand Persona é descrever e documentar um guia de linguagem caracterizado pelo tom da fala e uma voz da marca. (…)

Esses textos nem sempre estão relacionados a textos escritos em primeira pessoa. Todavia, possuem construção de uma constelação semântica que visa criar palavras que apontam: jeitos próprios da marca falar, gírias, regionalismos e identificação com a sua linguagem visual”. Marketing de Conteúdo.

Vou além, Brand Persona ou Personalidade da Marca é uma coleção de traços de personalidade, atitudes e valores que sua marca exibe em uma base regular para ajudar a se conectar com um determinado segmento de público. É um personagem de marca, pode ser uma pessoa, animação, mascote ou ideia.

Veja aqui alguns cases de sucesso com Branded

“A finalidade de brand personas é criar representações confiáveis ​​e realistas de seus principais segmentos de audiência para referência. Estas representações devem ser baseadas em pesquisa qualitativa e quantitativa para o usuário e análise da web”. (usability.gov)

 

Brand Persona

Uma boa Brand  Persona é aquela que você pode quase visualizar como alguém que você conhece. Você também pode pensar nisso como uma imagem sua ao interagir como marca. Imagine seu negócio e que você está começando a criar a personalidade da sua marca. A maneira mais fácil, é imaginar o tipo de pessoa que você acha teria interesse seus produtos e serviços e criar mensagens para eles. Pense em uma personagem da marca como o arquétipo que melhor representa o que você quer passar para seu público, como o Pinguim do Ponto Frio ou a Lu do Magazine Luiza (clichês, mas estou tentando deixar de citar marcas estrangeiras).

Uma Brand Persona autêntica pode ajudar a estabelecer a confiança com os usuários e ajudar a manter sua lealdade. Isso é especialmente bom para sites de comércio eletrônico. Se ela for forte e bem trabalhada pode impactar positivamente as vendas.

5 Brand Persona com Marca-Chave

Historicamente, as pessoas da marca se encaixam em vários nichos diferentes, baseados no comportamento humano. Se você nunca criou uma brand persona, você vai criar uma hoje, seguindo os exemplos que eu vou dar:

Cuidador: É um personagem empático e gentil.

Competente: É um líder influente que pode ajudar os usuários ou influenciá-los a agir.

Animado: É espirituoso, está sempre feliz, independente do que esteja fazendo e embarca em aventuras com facilidade.

Fitness: Uma pessoa de porte atlético e é sempre muito disciplinado.

Sofisticado: Exala elegância, estilo e prestígio.

Dicas para criar uma brand persona 

Alguns dos melhores conselhos sobre a criação de identidades de marca ou brand persona, é definir emoção e para isso existe uma lista de elementos para você pensar ao descrever melhor a sua marca.

Primeiro, se pergunte: O que seu personagem gosta de fazer? É uma pessoa, um animal ou um objeto. Com isto, você já consegue criar uma imagem da personalidade da sua marca.

Depois siga os seguintes passos:

  • Crie uma visão geral de sua marca.
  • Liste os traços de sua marca que você deseja destacar.
  • Mapeie a personalidade que você deseja da lista acima ou crie algo com mais detalhes (é o ideal).
  • Descreva como sua pessoa vai falar, e forneça exemplos.
  • Descreva como a persona se envolve com os outros.
  • Coloque um guia de estilo com fontes e cores que combinam com a persona.
Por que uma Brand Persona é importante

Sua Brand Persona tem como objetivo (um deles pelo menos e o principal) criar uma conexão real entre sua empresa e os usuários. Se você não criar algum tipo de personalidade, pode não transmitir a impressão que você deseja. É por isso que você precisa criar uma personalidade para sua marca, afinal, ninguém gosta de conversar com robôs.

Vamos supor que sua marca é voltada para o público jovem, ela pode então ser divertida, leve e que ajuda a vender o produto. Eu imagino um homem magro, que fala para os usuários em tom casual. As cores, tipos de letra e design em geral são leves também, conectando ainda mais a empresa à personalidade da marca.

Enfim… 

Uma Brand Persona bem feita, pode aumentar suas vendas, fidelizar clientes, conquistar e encantar  seu público alvo. Ela vai ajudar a estabelecer uma conexão valiosa entre clientes e sua marca. Você quer que os compradores ou visitantes do site sintam que eles sabem quem você é e que eles são seus amigos e com isso, eles vão se envolver mais e até compartilhar seu conteúdo, gerando um marketing gratuito. O personagem é seu guia ou mentor ou amigo.

Em longo prazo, sua brand persona estará fortemente associada à sua marca. Certifique-se de que ela incorpore o que você quer que as pessoas pensem quando interagem com sua marca. Com estas dicas acima, você pode criar uma brand persona que se conecta com seus clientes.

Caso queira aprofundar mais um pouco, eu fiz um e-book para vocês! Cadastrem e baixem!

[mc4wp_form id=”3147″]

 

 

Como Melhorar Sua BIO nas Mídias Sociais

Quando foi a última vez que atualizou sua bio nas mídias sociais? Se você passou algum tempo agonizando sobre o que escrever, como escrever, e o que incluir, vou te ajudar.

Compartilhar seus pontos fortes, habilidades e soluções únicas não devem ser difíceis e foi pensando nisso que pesquisei muito e cheguei a 4 etapas essenciais para você melhorar ou fazer sua BIO nas redes sociais.

O processo é simples e ao final sua BIO vai estar poderosa.

 PASSO 1: Bio Auditoria

A sua BIO tem que se vender, ou melhor, vender o seu serviço ou produto, mas antes, vamos analisar cada rede social sua. Você vai gastar apenas 15 minutos:

Para fazer isso, demore 15 minutos e:

Vá para o Facebook, Twitter, Instagram, LinkedIn, YouTube, Pinterest, Google+ e outros perfis sociais que você configurou.

Complete esta lista de verificação e responda a cada pergunta para todos os canais sociais. O que você tem que analisar por lá:

  1. Seu nome é o exato que você está usando em todos os perfis on-line?

Facilite a vida das pessoas e tenha o mesmo nome em todas as redes sociais, isso determina quem você é. Consistência é a chave para conseguir ser encontrado.

  1. A sua bio incorporar palavras-chave que são relevantes para a sua negócio e nicho?

Caso contrário, acesse a Pesquisa do Google e digite 3-5 termos (frases de 2 a 3 palavras) que seu público usaria ao pesquisar seu negócio.

Um alerta, não encha sua BIO de palavras chave, seja o mais minimalista, amigável e acessível possível. Você não é um robô ;), Use as palavras organicamente.

Um exemplo, você vende acessórios – “A Maria Bonita Acessórios vende os acessórios mais originais da cidade” em oposição a “A Maria Bonita Acessórios vende os acessórios mais originais de Belo Horizonte”.

Viu o contraste? Uma pequena mudança pode fazer toda diferença.

Escreva sua bio como você se você tivesse explicando para alguém, um tom de conversação é muito mais atraente para os seres humanos e SEO em 2017.

Escreva para o leitor. Ao fazer isso, você vai naturalmente aumentar o engajamento e atrair as pessoas certas.

  1. Você completou sua seção “Sobre”?

Redes como Facebook e Google + dar-lhe um monte de imóveis para trabalhar.

Tire todo o proveito desta bio estendida para adicionar todas as informações de contato – seu site, blog, Twitter, LinkedIn e quaisquer outros links.

E certifique-se que dá uma resposta sólida para “por que eu deveria trabalhar com você?”

  1. Sua imagem de perfil é consistente em todos os perfis sociais?

Esta dica não é necessariamente sobre a descrição sua bio, mas desempenha um papel enorme na obtenção encontrado on-line.

Sua foto de perfil tem que ser maravilhosamente profissional se você quer reconhecimento imediato.

E se você é uma marca pessoal – as pessoas querem conhecer você.

Você está usando hashtags onde é relevante?

Hashtags não funcionam em todos os canais sociais, mas onde elas são necessárias, use as mais relevantes.

Use hashtags para ser encontrado em cada canal social. Isso seria o que você quer ser conhecido por fazer ou vender. Quando as pessoas procuram, como vão encontrá-lo?

Não tenha medo de compartilhar isso!

 PASSO 2: Encontre seu GANHO

Em um mundo on-line de “mais do mesmo”, criando diferenciação é uma obrigação e se destacar pode ser difícil. Mas misturar-se é muitas vezes o beijo da morte quando se trata de sucesso nas mídias sociais.

Se você gosta ou não, suposições estão sendo feitas agora sobre o seu negócio. Seu produto, serviço, experiência do cliente e presença on-line são todos fatores na percepção do consumidor.

Mas sua mídia social e presença on-line são muito mais do que APENAS isso. É a marca que você criou, incluindo a reputação e os relacionamentos que você construiu ao longo do tempo.

Tudo, desde suas conversas até suas ações diárias, a maneira como você tratou seus clientes ao longo do TEMPO e, é claro, todos os posts que faz você tão maravilhosamente e deliciosamente você, estão amarrados em sua percepção de marca.

O desafio para a maioria das empresas é traduzir essas características em uma marca que atrai, envolve e inspira clientes em potencial em toda a mídia social.

Portanto, antes que você possa compartilhar o que diferencia você e por que seu público-alvo deve trabalhar com você, é imperativo que você identificar o seu QPN (Quem, Problemas,Necessidades).

Por exemplo:

Com quem você está falando nas mídias sociais: pequenas empresas, empresários, profissionais de marketing.

Quais problemas ou problemas você resolve: tempo insuficiente, orçamento, conversão.

Quais são suas necessidades específicas quando vêm a você: criar mais conteúdo, engajamento de mídia social, facilidade de uso, solução de longo prazo, solução confiável.

Vamos tomar um minuto para praticar. Eu quero que você pense sobre o seu QPN e anote 3 respostas para cada uma dessas perguntas.

Eles se tornarão uma força motriz por trás do seu trabalho:

Seu conteúdo de mídia social.

O posicionamento da sua mensagem de marketing.

Como você embarca seu bios de mídia social.

Fazer este trabalho no início é uma peça crítica, especialmente se você está trabalhando atualmente com clientes.

Eu convido você a fazer isso agora, ao invés de jogar por trás e lutando para colocar o seu QPN juntos no caminho.

PASSO 3: Identificar seus pontos fortes

Como profissionais de negócios, tendemos a nos concentrar em corrigir nossas fraquezas. Coisas como impaciência, procrastinação, ou uma incapacidade de delegar pode se sentir como barreiras para o sucesso.

Mas ver esses pontos como seu calcanhar de Aquiles e um obstáculo para o crescimento é uma forma distorcida de olhar para eles. Hoje, estou encorajando você a inverter esse pensamento em sua cabeça. Através deste exercício, você vai se concentrar em expandir seus pontos fortes. Por quê?

Por um lado, ele cria uma mudança maciça em seu desempenho, além disso, concentrar-se nos seus pontos fortes que melhorará a sua produtividade e criatividade.

E o mais importante, passando por estas 2 etapas, você verá como isso influi na criação de sua bio. Posso dizer que é um atalho para a criação de uma bio que não só converte, mas fala aumento de público/mercado alvo.

Então vamos dar um up em seus pontos fortes e dar seus perfis sociais um grande impulso de energia positiva.

Veja como começar …

  1. Responda às perguntas de reflexão abaixo. Adicione o máximo de detalhes possível à sua resposta inicial.

Quais são as três principais coisas que você gosta de fazer todos os dias?

Que desafio você superou que você tem mais orgulho?

Qual é a sua maior conquista e por que isso importa para você?

Você é inovador ou tradicional em pensar?

Como você prefere se comunicar?

  1. Tome suas respostas e condensá-los em uma lista de pontos fortes.

Por exemplo, o top 3 coisas que você gosta de fazer todos os dias pode ser assim:

Falar com os clientes.

Escrever postagens no blog.

Desenho de gráficos de mídia social.

Agora que você identificou:

O top 3 coisas que você gosta de fazer todos os dias.

O maior desafio que você superou e está mais orgulhoso.

Sua maior conquista e por que isso importa para você.

O que você faz melhor do que qualquer outra pessoa.

Sua maior história de sucesso.

Você vai tecer esses em sua bio para cada canal social. Ao invés de uma bio estéril, esta será uma expressão de sua história de marca.

PASSO 4: A Fórmula Bio Social Media (Faça ISSO Uma Coisa!)

Agora vem a diversão! Pronto para escrever sua bio social media?

Aqui está a fórmula exata a seguir.

Quando você terminar, você terá escrito seu bios de 150 e 300 palavras – o tamanho que você precisará para qualquer rede social – siga este processo:

Escolha uma coisa que você mais ama da sua lista. O que você faria todos os dias mesmo se você não foi pago por isso?

Agora conte a história de sua maior conquista.

E a pessoa que você ama ajudar.

Finalmente, anote o que você faz melhor do que qualquer outra pessoa.

A fórmula tem esta aparência:

150 palavras bio: Uma coisa que você adora fazer todos os dias + a pessoa que você ajuda + sua solução = sua bio.

Um exemplo:

O que Luh gosta de fazer? Ajuda as empresas a crescer com a mídia social

Quem deve contratar a Luh? Proprietários de pequenas empresas.

Qual é a solução de Luh? Ela se concentra no conhecimento da marca, no crescimento da empresa e no estabelecimento de comunidades conectadas e leais.

Agora chegou a sua vez de melhorar sua BIO.

Instagram Analytics: Tudo Que Você Precisa Saber

Você sabia que o Instagram tem mais de 500 milhões de usuários ativos? … E mais de 300 milhões deles estão ativos todos os dias?

O número de pessoas ativas diariamente é surpreendente e mostra como é importante para as pessoas, faz parte do cotidiano.

Como  qualquer outra plataforma, é importante dar uma olhada de vez em quando em suas análises para ver o que está funcionando e é claro, o que não funcionando também.

Este artigo ajudará!

O que você precisa para acompanhar Instagram?

É importante saber o que olhar nas métricas ao analisar seus dados. Use as ferramentas do Instagram para rastrear o seguinte:

Crescimento de seguidores – Eu sei e espero que você também saiba que nem tudo é sobre o aumento de seguidores, mas ainda assim é uma métrica útil e você tem que acompanhar. Se seus seguidores não estão crescendo, então você está fazendo algo errado. Seu conteúdo pode não estar bacana ou talvez você não esteja engajando o suficiente na plataforma.

Perfil do público – Qual é a repartição dos seus seguidores?

Likes – Quando você compartilha seu conteúdo, você esperaria obter interação sobre ele, correto?

Comentários – Melhor do que like são os comentários. Receber comentários em sua foto ou vídeo aumenta o engajamento e isto quer dizer que você está fazendo isto certo.

Concorrentes – Se compare a seus concorrentes. Veja o que eles estão fazendo, o que está dando certo e o que não está. Não copie o conteúdo dele, mas melhore, aperfeiçoe o seu em cima do melhor que ele faz.

Tráfego gerado – Não é possível incluir links clicáveis ​​dentro de suas atualizações de status (por enquanto, mas dentro do stories isto já é possível), mas não deixe de ter o link do site em sua BIO e avise a seus seguidores que tem mais conteúdo por lá.

Quais são as análises de plataforma disponíveis?

Para obter análises diretamente do Instagram, você precisa passar para um perfil de negócios (ou seja, Instagram analytics para empresas). Se você acessar a seção de configurações de seu perfil, verá uma opção para fazer isso. O Analytics é habilitado para postagens futuras. Aqui está um exemplo:

Exemplo de análise do Instagram

O tipo de informação que você pode obter acesso inclui:

Impressões – Quantas pessoas viram suas postagens

Divisão do perfil do público-alvo, por exemplo, de onde o seu público é, qual o seu sexo, idade, etc.

Crescimento de seguidores – Veja um gráfico do seu crescimento seguidor

Cliques no site: veja quantas pessoas clicam no link do perfil do seu site

Detalhes dos Seguidores – O tempo médio de seus seguidores estão utilizando o Instagram em seu dia a dia.

Outras ferramentas de Análise do Instagram

Há uma variedade de ferramentas gratuitas e pagas disponíveis para ajudá-lo a entender mais sobre a análise em sua conta Instagram.

SocialRank – Analise seus seguidores

SocialRank fornece uma oferta livre muito boa para analisar seus seguidores no Instagram. É importante entender seus seguidores. Você pode querer se envolver mais com aqueles que têm um acompanhamento com aqueles que se envolvem mais com seu perfil , ou um grande seguimento, ou que se envolver com pessoas de um determinado local, etc.

Analise seus seguidores

Dê uma olhada no SocialRank e fazer algumas análises. Aqui estão alguns dos relatórios que você pode produzir (e exportar):

  • Classifique os seguidores pelos mais valiosos, os mais engajados, os melhores seguidores, os mais seguidos, alfabéticos ou cronológicos.
  • Filtrar usuários por bio, nome ou identificador.
  • Filtrar por localização e distribuição geográfica de seguidores.
  • Hashtag analytics – filtrar por hashtags usada por seus seguidores.
  • Filtro baseado no tipo de conta.
  • Atividade – postada recentemente, postada anteriormente.
  • Seguidores – filtrar seguidores com base no número de seguidores que eles têm (especifique um intervalo)
  • Compare contas – compare sua conta com um concorrente (por exemplo).

Ele tem uma interface agradável, fácil de usar e o que eu listei acima é gratuito

Iconosquare

Esta ferramenta fornece relatórios agradáveis ​​e boa análise a um preço razoável. Você só tem 7 dias de análise gratuita antes de tomar uma decisão sobre a atualização para as versões Plus ($ 4,90 por mês) ou Elite ($ 14,90 por mês).

A funcionalidade fornecida é a seguinte:

Análise do mês Inteiro – Ver relatórios mensais sobre likes, ações, seguidores etc.

Análise de conteúdo – Quando você está postando, o que você está postando, onde você está destacando etc

Engajamento – Que conteúdo está ressoando (ou não ressoando) o melhor com seu público

Otimização – Veja as tags, os filtros e os tempos relacionados ao maior engajamento no Instagram .

Comunidade – Estatísticas sobre as pessoas que você segue e aqueles que seguem você

Concorrentes – Acompanhe até 5 concorrentes no Instagram

Relatórios – você pode acessar relatórios diários, mensais e anuais.

Estatísticas da funcionalidade de otimização no Iconosquare

Simply Measured

Esta ferramenta fornece bastante relatório bom e visualmente atraente como parte da versão gratuita de sua ferramenta.

Aqui está um exemplo de relatório, que mostra comentários por dia / hora:

Aqui estão alguns dos dados fornecidos com o relatório gratuito:

  • Engajamento por foto e por tags
  • Tipos de conteúdo mais populares
  • O conteúdo mais popular
  • Comentadores mais ativos.

A versão paga de suas ferramentas de análise social (que contém muitas plataformas não apenas Instagram) começa em US $ 500 por mês.

Locowise

O Locowise fornece análises para uma variedade de plataformas diferentes. Há um teste de 2 semanas que você pode se inscrever e a parte de análise do Instagram do teste é muito útil como parte disso.

Aqui está o tipo de informação que você pode obter:

  • Níveis de crescimento do público-alvo diariamente.
  • Envolvimento de conteúdo para qualquer conteúdo compartilhado.
  • Quem está envolvido com o seu conteúdo (ou de seus concorrentes).
  • Demografia de seus seguidores.
  • Taxa média de mobilização por dia.
  • Análise de hashtag.

Aqui está um exemplo de gráfico:

Envolvimento com cada parte de conteúdo que você compartilha

 

Agorapulse

Agorapulse fornece versões Web e PowerPoint de seus relatórios Instagram. Os preços começam com US $ 49, mas também inclui Instagram agendamento e monitoramento. (Você também pode se inscrever para uma versão de avaliação gratuita.) Os relatórios se concentram em quatro áreas principais:

  • Audiência: tendências no crescimento seguidor e ranking de seus seguidores de acordo com quantas vezes eles gostaram de suas postagens, usou sua marca hashtag ou deixou comentários em suas postagens
  • Engajamento: dados sobre os posts e hashtags que receberam o maior número de likes e comentários
  • Conscientização: quantas vezes as outras pessoas estão postando com suas marcas marcadas
  • Gestão: como você e sua equipe respondem aos comentários
Versão da Web de um relatório Instagram

O que você vai fazer com os resultados?

Verificar o analytics do Instagram é apenas o começo. Existem ferramentas Instagram gratuitas e pagas, mas você precisa fazer mais do que apenas olhar para as suas estatísticas …Você precisa tomar medidas para que elas tenham um impacto na sua gestão também!

Comece a usar nas informações que as ferramentas de análise fornecem para agir. Se você quiser aumentar o engajamento, olhe para as hashtags, filtros e dias / horas que lhe dão os níveis mais altos de engajamento. Use estas ferramentas Instagram para o seu negócio, e faça o que eles mostram que lhe deu mais sucesso no passado. Olhe para os gráficos fornecidos pelas ferramentas acima para encontrar os melhores horários para postar, por exemplo.

Seguir seus seguidores no Instagram também pode ajudá-lo, porque se você perceber que tem um aumento repentino de seguidores, pode tentar replicar o que fez para que isso acontecesse. Da mesma forma, se o número de seguidores começar a cair, use o Google Analytics e as ferramentas para tentar identificar o problema e corrigi-lo.

Analisar as análises dos concorrentes ajudará você a entender qual é o melhor conteúdo, as horas de publicação, quem está envolvido com o conteúdo etc. Tudo isso o ajudará a otimizar o conteúdo do Instagram.

Quais as hashtags você deve usar para obter o máximo de engajamento?

Ter as hashtags corretas é muitas vezes a chave para melhorar os níveis de engajamento. Há algumas hashtags super populares, como #love e #food, mas tantas fotos e vídeos são postados com estas hashtags que elas podem se perder na multidão. Olhe, em vez disso, nas hashtags que você pessoalmente viu sucesso com (as ferramentas acima podem dizer isso). Certifique-se de que elas são relevantes para seu nicho e sua imagem, mas use aquelas que você já viu algum engajamento. Faça testes diariamente com as hastags.

Confira este post sobre hashtags .

Gerenciando relacionamentos seguidores do Instagram

Muitas das ferramentas de análise do Instagram que mencionamos mostrarão estatísticas sobre seus seguidores e as pessoas que você segue. Você encontrará que você tem relações recíprocas (onde ambos se seguem), e relacionamentos onde uma pessoa segue a outra, mas a outra não segue de volta.

Tente se envolver com as pessoas que você segue – e especialmente com aquelas que você deseja que te sigam também! Comente em suas fotos/vídeos, interaja, entre em discussões interessantes com eles.

Hashtag da sua marca

Você tem uma hashtag para sua marca? Acompanhe todas as postagens que usam esta hashtag. Encontre as mais envolventes e as pessoas que compartilham imagens usando a hashtag e se comunique com essas pessoas para criar embaixadores da marca para o seu negócio.

Enfim…

Quais métricas do Instagram você deseja acompanhar? Quais das ferramentas acima parecem as mais promissoras?

 

Eu adoraria ouvir de você!

Anúncios no Instagram – Passo a Passo

Anúncio no Instagram – Um guia passo a passo para executar sua própria campanha publicitária.

Atendendo ao pedido da minha querida seguidora Tuane, vamos aprender o passo a passo para fazer Anúncio no Instagram, o famoso ADS. Tuane querida, a má notícia é que desde que o Tio Mark comprou o Instagram, não tem como mais fazer o ADS diretamente dele, você tem que vincular sua conta do Instagram ao Facebook.

Mas vamos lá, nós sabemos como Instagram é grande para compartilhar conteúdo criativo e envolvente visualmente falando. Mas os anúncios no Instagram também são uma forma eficaz que as empresas/pessoas/negócios têm para gerar vendas e construir engajamento. De acordo com um relatório recente da Locowise , 75 por cento dos usuários Instagram já fazem isto e conseguem gerar leads e também vendas, fazendo com seus prospects e clientes sejam direcionados a seu site depois de ver um anúncio Instagram!

Mas a criação de anúncios no Instagram exige muita reflexão: Qual é o seu público-alvo? O que seu anúncio deve dizer? Qual imagem você deve usar? Isso sem contar os aspectos mais técnicos, como o acompanhamento de conversões.

Neste guia completo prático para o Instagram, vamos criar uma campanha de modo simples e objetivo, mas lembrando que, você precisa saber para quem você está fazendo este anúncio, ser criativo e fazer uma campanha otimizada.

Lembrete rápido: Instagram usa a plataforma de publicidade do Facebook. Assim, embora este guia seja sobre a execução de anúncios no Instagram, toda a configuração do anúncio, orçamento, agendamento e criação é feita através do Facebook.

O que esperar neste guia

Criar e executar uma campanha de publicidade Instagram pode parecer uma tarefa assustadora, por isso, vamos dividi-la em cinco etapas principais: pesquisa, objetivo da campanha, segmentação, criatividade e rastreamento.

A pesquisa é sobre encontrar a inspiração para seus próprios anúncios analisando o que seus concorrentes e algumas autoridades do nicho estão fazendo.

O objetivo da campanha é o objetivo ou o resultado desejado de sua campanha de publicidade no Instagram, seja o aumento da notoriedade da marca, a geração de tráfego ou a realização de vendas.

Segmentação é sobre encontrar grupos de público que são mais suscetíveis a ajudar você a atingir seu objetivo de campanha.

O criativo é a criação de imagens, vídeos, slogans e chamadas para ações que motivam os usuários do Instagram a participar com seu anúncio.

O acompanhamento é o processo de mensuração dos resultados e do impacto da sua campanha de acordo com o objetivo que você definiu.

Passo 1 – Link sua conta Instagram para sua página no Facebook

O primeiro passo para criar um anúncio é vincular sua conta Instagram com sua página do Facebook. Você só precisa desta vez.

Visite a página Configurações para o seu Facebook e clique em “Anúncios Instagram”.

Em seguida, clique em “Adicionar uma conta” e preencha suas credenciais de login do Instagram. Se você ainda não tiver uma conta Instagram, você também pode criar uma agora. Quando terminar, clique em “Confirmar”.

Etapa 2 – Criar uma campanha

Agora que você vinculou sua conta do Instagram à sua página do Facebook, é hora de se dirigir ao Gerenciador de anúncios e criar sua primeira campanha. Se você estiver mais confortável usando Power Editor, você também pode criar anúncios Instagram lá. Se você já criar anúncios do Facebook, muito deste processo será familiar para você.

No Gerenciador de anúncios, clique em ” + Criar campanha ” próximo ao canto superior esquerdo da tela.

Em seguida, escolha o objetivo da sua campanha. Lembre-se de que nem todos os objetivos são compatíveis com Instagram Stories Ads.

O objetivo “Conversões” é uma excelente escolha para as empresas de comércio electrónico que pretendem impulsionar as vendas. Observe que, para usar esse objetivo, você precisa ter um pixel do Facebook instalado em seu site. Se você ainda não tiver um instalado, você receberá uma mensagem informando.

Etapa 3 – Criar seu conjunto de anúncios

Na página “Conjunto de anúncios”, você poderá escolher “Comprar” como o tipo de conversão que você deseja otimizar.

Em seguida, você pode definir quem você deseja ver seus anúncios e quanto dinheiro deseja gastar. Todas as mesmas opções de segmentação estão disponíveis para anúncios Instagram como para anúncios do Facebook.

Se você já tiver criado um Público-alvo personalizado, poderá selecioná-lo para segmentação com seu anúncio Instagram neste momento.

Em seguida, selecione seus canais de anúncios. Você verá a opção de executar sua campanha no Instagram, bem como no Facebook e no Messenger.

Quando descobrir o quanto você quer gastar, eu recomendo começar com um valor baixo. Você pode sempre aumentar o orçamento mais tarde se seu anúncio estiver funcionando bem.

Quando terminar de escolher quem segmentar e quanto gastar, clique em “Continuar” no canto inferior direito.

Na tela seguinte, você verá uma opção para escolher o formato do anúncio. Observe que o formato Canvas não é compatível com Instagram. Quando tiver decidido, role para baixo para enviar suas imagens ou vídeos.

Depois de carregar os seus elementos visuais, desloque-se para baixo e verá uma opção à esquerda para adicionar texto ao seu anúncio.

Finalmente, à direita do editor de texto, você poderá visualizar como seu anúncio ficará no Instagram.

Quando tudo estiver bem, clique em “Efetuar pedido”. Caso contrário, volte e faça alterações.

Passo 4 – Repita!

O primeiro é sempre o mais difícil. Depois de criar seu primeiro anúncio no Instagram, será muito mais fácil na segunda vez. Enquanto isso, use o Gerenciador de anúncios para acompanhar o desempenho do seu primeiro anúncio.

Se você já começou a anunciar no Instagram, compartilhe suas dicas nos comentários!