5 Técnicas Para Melhorar Resultados de Busca Usando SEO

O tráfego é a salvação de seu site e/ou negócios on-line. Se o seu site não tem tráfego suficiente, você simplesmente não pode mesmo esperar ter sucesso. É importante colocar uma estratégia de SEO eficaz para atrair mais tráfego qualificado para o seu site. No entanto, ter sucesso em SEO não é um jogo de criança. Você tem que empregar boas práticas e evitar maus hábitos.

Aqui estão 6 ótimas maneiras de realizar a tarefa de melhorar os resultados da pesquisa através de SEO.

1. Use palavras-chave estrategicamente

Sua campanha de SEO está destinada a falhar se você não fizer a pesquisa adequada de palavra-chave. É esta pesquisa que estabelece o fundamento e base para o seu SEO. Em outras palavras, as palavras-chave que você escolher devem ser muito específicas para seus produtos. Elas não devem ter nenhuma ligação com o marketing, mas sim ser natural e de fácil leitura e entendimento.

Por exemplo, a palavra-chave “comprar comida de gato” provavelmente atrairá as pessoas que realmente querem comprar comida para gatos do que um simples “alimento para gatos”. Esta última é “obscura” enquanto a anterior é clara, concisa e convida os visitantes a fazer uma compra. No entanto, você deve se concentrar na publicação de conteúdo de alta qualidade em base regular, em vez de atingir a perfeição palavra-chave. Concentre-se em palavras-chave longa, mas específicas, segmentadas e que resultam em melhores taxas de conversão.

2. Velocidade de carregamento da página

Muitas pessoas, incluindo alguns especialistas ignoram totalmente um pequeno grande detalhe de SEO. Nosso, bom, pelo menos meu querido guru Google realmente ama sites que abrem rapidamente e tem uma leve grande tendência de classificá-los com notas mais altas nos resultados da busca. É um fato que os usuários normalmente saem um site mesmo que leve apenas alguns segundos para que ele carregue, isto resulta em um número reduzido de página vista, aumento da taxa de rejeição e baixo tempo de permanência. Todas estas coisas podem afetar negativamente seus esforços de SEO.

Você pode aumentar a velocidade de carregamento do seu site, otimizando imagens, instalando plugins de cache, simplificando e limpando o código, minimizando redirecionamentos, permitindo a compactação e excluindo plugins inúteis.

3. Tags Nos Cabeçalhos São Importantes

As pessoas não querem sequer olhar para os detalhes do do texto, nada para falar sobre a leitura deles. Você pode melhorar muito a experiência do usuário do seu site formatando adequadamente o seu conteúdo. Boa formatação de conteúdo faz com que as pessoas gastem mais tempo em seu site e voltem para ler/ver mais. Isso também indicará o Google e outros mecanismos de pesquisa que seu site contém conteúdo relevante de alta qualidade.

Você pode quebrar seu conteúdo em mais fácil de ler e utilizar seções usando tags no cabeçalho. Google também dá mais crétidos para palavras-chave se elas são usadas nas tags do cabeçalho.

4. Links de Saída

Assim como alta qualidade inbound links, vinculando sites renomados e de autoridade , também é uma excelente prática de SEO. Isso torna o seu conteúdo mais útil e relevante, além de fornecer a seus visitantes mais informações. Vinculação a sites confiáveis ​​e relevantes também ajuda a construir credibilidade e confiança com os visitantes e o Google considera essas duas coisas ao classificar seu site.

6. Arquitetura e Navegação do Website

Seu site terá uma alta taxa de rejeição se for difícil para os visitantes encontrarem as informações necessárias logo de cara. Isto também resulta em número reduzido de revisões de páginas e tempo de permanência reduzido. Seu site PRECISA ter uma arquitetura bem construída e fácil de entender a navegação. Isso ajudará os visitantes a encontrar imediatamente o que eles estão procurando e claro, voltar para mais conteúdo. Quanto mais visitantes repetidos em seu site, melhor será a sua classificação.

Há muitas outras coisas que você precisa para cuidar de como a otimização móvel, links quebrados em seu site, compartilhamento social e legibilidade para melhorar seus rankings de pesquisa. Para terminar, que fique claro que o SEO e a experiência do usuário te ajudarão a atrair mais tráfego e converter esse tráfego para as vendas a longo prazo.

Marketing de Conteúdo e a Tecnologia

A menos que você seja um extraterrestre, você sabe que o marketing de conteúdo é agora uma força predominante no mundo dos negócios.

Por quê? Porque é o único método de marketing que é completamente focado em satisfazer as necessidades, muitas vezes complexas e rápidas mudanças dos consumidores modernos.

É marketing que não parece ser marketing e, como tal puxa as pessoas e envolve-as em um relacionamento com uma marca.

É estratégico, impactante, não intrusivo e fornece valor sustentável aos clientes.

O marketing de conteúdo é incrivelmente importante para o seu negócio e, tomando uma abordagem sistemática e consistente, você será capaz de:

  • Construir um público envolvido
  • Melhorar a sua reputação de marca
  • Aumentar leads e vendas

No entanto, você não vai chegar longe sem ter um bom, ou melhor, excelente plano de marketing de conteúdo. E a maioria de nós luta com a documentação de um plano, e ainda mais com a sua execução. A parte de execução é difícil porque gerenciar o processo de marketing de conteúdo pode ser extremamente demorado.

Quando se trata de criação de conteúdo memorável, passamos muito tempo no planejamento e pesquisa, por exemplo, busca de palavras-chave relevantes, escolher os tópicos certos, etc.

…. E o trabalho não para quando o conteúdo é “terminado” – é aí que ele realmente começa. Se você trabalha com conteúdo e tem resultado com ele, você sabe que o conteúdo não pode ser bem sucedido por si só, a menos que você trabalhe arduamente nele.

Se você criar um grande conteúdo e ninguém lê, ainda é grande conteúdo? É aqui que atividades como distribuição de conteúdo e promoção de conteúdo fazem toda a diferença, e ambas envolvem um monte de tarefas manuais.

Se eu quiser publicar um conteúdo consistente e ter uma boa performance sem gastar todo o meu tempo administrando o processo, preciso de algo que facilite a minha vida. Este algo que preciso nada mais é do que ferramentas de marketing de conteúdo, e aqui vou sugerir algumas.

Ferramentas para encontrar ideias / tópicos de conteúdo

Feedly é provavelmente a ferramenta mais popular para agregar feeds RSS. Você pode adicionar blogs e sites que são mais relevantes em seu nicho e criar um feed de conteúdo para ajudá-lo a obter inspiração e encontrar grandes ideias para seu próprio conteúdo. Feedly também permite que você organize seus feeds em categorias, por exemplo, blogs de mídia social, blogs de tecnologia de marketing, etc.

Quora Como uma plataforma social de perguntas e respostas, Quora é um recurso realmente bom para encontrar tópicos de tendências. Você pode procurar as perguntas mais frequentes sobre o seu nicho ou tipo de produto e usar esse conhecimento para informar o seu planejamento de conteúdo.

Reddit Esta é uma das melhores plataformas para encontrar tópicos de tendências de toda a Web e pode servir como uma grande fonte de inspiração para tópicos de conteúdo, bem como tipos e formatos de conteúdo que você pode produzir.

BuzzSumo permite que você analise o conteúdo que executa melhor para qualquer tópico ou concorrente. É uma ótima ferramenta para ajudá-lo a identificar influenciadores relevantes para suas campanhas de divulgação, e também é perfeito para curadoria de conteúdo.

Scoop.it Esta ferramenta de restauração de conteúdo permite criar quadros em torno de tópicos que te interessam e, em seguida, preenchê-los com conteúdo relacionado. Você também pode seguir os conselhos de outras pessoas para encontrar ideias de conteúdo.

Pesquisa por palavra-chave
KWFinder é uma ferramenta de pesquisa de palavras-chave que você pode usar para identificar as melhores palavras-chave para segmentar para seu conteúdo. É uma ótima alternativa ao Google Planner de palavras-chave, pois fornece volumes de pesquisa mensais exatas e também outras métricas úteis, como volume de pesquisa, CPC e nível de dificuldade.

SEMrush é outra ferramenta muito útil de pesquisa de palavras-chave. Você pode entrar no endereço do site do concorrente e descobrir todas as principais palavras-chave que eles estão no ranking do Google.

Ferramentas do Calendário Editorial

Edit Flow é um plugin gratuito do WordPress que permite gerenciar o conteúdo de forma eficaz no WP e é particularmente útil se você tem uma equipe editorial maior e precisa colaborar com eles na criação de conteúdo.

CoSchedule Se você precisa de uma ferramenta que oferece um conjunto abrangente de recursos para organizar todo o seu plano de marketing de conteúdo em um só lugar, sua ferramenta é definitivamente esta. Você pode usá-la para criar um calendário editorial para o seu blog WordPress, gerenciar uma equipe de escritores e colaborar no conteúdo.

Kapost é uma plataforma de marketing de conteúdo que ajuda você a gerenciar todo o processo editorial e de criação de conteúdo. Sua capacidade abrange desde a análise de conteúdo até a publicação de mídia social, o que faz da Kapost mais do que uma simples ferramenta de calendário de conteúdo. No entanto, é bastante cara e, portanto, perfeita para grandes empresas e marcas que produzem regularmente MUITO conteúdo.

Ferramentas de Escrita

Evernote Esta ferramenta é muito popular entre os escritores de conteúdo, eu uso muito para organizar pesquisas e escrever notas. A ferramenta está disponível em quase todas as plataformas, facilitando a coleta e organização das minhas notas em qualquer dispositivo que eu acesse. que você possa coletar e organizar suas anotações em todos os seus dispositivos.

Google Docs O processador de texto on-line do Google é uma ferramenta gratuita que você pode usar para escrever conteúdo, controlar alterações e colaborar com outros escritores e editores.

(Estou a procura de outras ferramentas de Escrita para testar, vocês me indicam alguma?)

Ferramentas de Criação de Conteúdo

Visual.ly é perfeita se você quer criar infográficos atrativos e isto faz parte do seu plano de marketing de conteúdo. Eles têm um enorme mercado de designers e um portfólio impressionante de projetos que você pode explorar e inspirar para criar seu conteúdo.

Pixlr é um editor de imagem on-line gratuito que vem com um conjunto de ferramentas de design e pintura para ajudar você a criar conteúdo personalizado e otimizá-lo para vários dispositivos.

Canva é uma ótima ferramenta que você pode usar para criar imagens atraentes de maneira rápida, para seu site, posts e mídias sociais. Confesso que é meu preferido, pois é fácil de manusear, mesmo para quem não é designer (no caso eu) e também tem muitos modelos que você pode se inspirar ou até fazer suas criações em cima dos modelos deles. A ferramenta oferece uma variedade de modelos pré-fabricados, tamanhos de imagem personalizados para cada plataforma de mídia social e muito mais.

Meme Generator. Se você está procurando adicionar algum humor ao seu mix de conteúdo, tente usar memes! Memes são uma ótima maneira de entreter e envolver seu público nas mídias sociais, e você pode criá-las facilmente com um dos muitos geradores de meme disponíveis.

GoAnimate . Se você não tem orçamento para contratar uma agência criativa para criar vídeos animados, use GoAnimate! A plataforma on-line permite que você crie vídeo por cena adicionando personagens, cenas e adereços com um editor de arrastar e soltar fácil de usar.

Ferramentas para Promoção e Distribuição de Conteúdo

Agorapulse. Esta ferramenta de distribuição de conteúdo e gerenciamento de redes sociais permite planejar, agendar e publicar todo o conteúdo em todos os principais canais de mídia social. Ele agiliza o processo de distribuição de conteúdo para a mídia social, conectando todos os seus perfis sociais em uma plataforma. Ele também oferece relatório para que você possa facilmente determinar o melhor momento para postar para obter o máximo de engajamento de seu público.

MailChimp . E-mail é um canal muito eficaz para a promoção de conteúdo e um que você deve definitivamente usar. Quando se trata de plataformas de email marketing, MailChimp é provavelmente a ferramenta mais fácil para você promover o seu conteúdo em sua lista de e-mail.

Ferramenta de promoção paga

Outbrain . Esta plataforma de descoberta de conteúdo recomenda o seu conteúdo para leitores de outros editores em mais de 55 países ao redor do mundo e é ótimo para amplificação de conteúdo. Outbrain opera em um modelo de custo por clique, então você paga por exibições em cada parte do conteúdo que você promove, se é um vídeo, artigo ou um infográfico.

Ferramenta de Curadoria de Conteúdo

Scoop.it é uma plataforma de conteúdo que permite que você encontre e compartilhe facilmente conteúdos exclusivos e relevantes para suas redes sociais, sites ou blogs. A ferramenta permite que você encontre conteúdo baseado em palavras-chave específicas.

Enfim…

As ferramentas de marketing de conteúdo que eu sugeri neste artigo são apenas algumas das centenas disponíveis. Podemos esperar para ver esta área de tecnologia de marketing florescer no futuro. Com um plano bem documentado e as ferramentas certas para apoiá-lo, você pode construir uma máquina de marketing de conteúdo que ajudará ampliar seu negócio on-line.

Eu deixei alguma ferramenta “bacanuda” para trás? Você quer me indicar alguma outra ferramenta para eu testar? Me mande e-mail ou deixe aqui nos comentários. Vocês sabem que eu amo novidades e também adoro as ideias de vocês!!

Mídias Sociais: Perguntas Frequentes (e respostas)

Já começo falando que, se você é uma pessoa com experiência no quesito mídias sociais, pode ler este artigo também, pois sei que você vai ter algo a acrescentar e eu terei o maior prazer em trocar “figurinhas” com você. Mas se você está começando a hora, a leitura é realmente obrigatória, fazer as perguntas certas pode melhorar suas chances de sucesso e ajudá-lo a evitar erros que vão te custar muito. Para ajudar a guiá-lo na direção certa, fiz uma lista de perguntas comuns sobre mídias sociais.

Eu tenho que estar em TODAS as redes sociais?

Resposta: Não.

Aqui está o porquê: Tão tentador como é aumentar a sua visibilidade saltando de rede social para rede social, mas no final, fica complicado administrar tudo e fazer um trabalho bem feito. Seja estratégico e pergunte-se: onde meu público está?

Se eles não estão no Pinterest, não há necessidade de gastar um monte de tempo e energia lá. Lei o Guia Definitivo de Mídias Sociais e escolha as melhores redes para seu negócio. (ou a melhor rede, às vezes uma rede bem trabalhada é melhor do que várias redes com conteúdos irrelevantes)

Outra boa pergunta que você pode se fazer é qual valor você pode trazer para a rede. Se você não puder criar conteúdo que as pessoas na rede desejam ver, coloque seus esforços em outro lugar.

Por exemplo, se você tiver tempo e recursos para fazer vídeos excelentes, então você definitivamente deve ter uma presença no YouTube para que você possa compartilhar esses vídeos nas redes que seu público mais gosta. Se você não tem tempo e nem grana para investir na produção de vídeo, nem pense no YouTube e mais, não se sinta culpado por não estar lá.

Lembre-se, você não tem que assumir tudo de uma vez. Comece com um ou dois perfis. Se você vê que está dando certo e tem tempo para expandir, então lentamente adicione outras redes, desde que sejam relevantes.

O uso das mídias sociais precisa ser consistente?

Resposta: Sim.

Não só será mais fácil para você promover suas mídias se forem consistentes, mas também será mais fácil para os fãs encontrarem e rotularem você. Quando os nomes de usuário são diferentes em cada rede, ele pode ficar confuso. Se você tweeta uma imagem no Instagram, mas você tem dois nomes de usuário diferentes, complica as coisas. Inevitavelmente, alguém marcará o seu nome do Twitter no Instagram ou o seu nome do Instagram no Twitter e você vai perder oportunidades de engajamento.

Hoje não são só os nomes de domínio que importam; Os nomes de usuários são apenas, se não mais, valiosos em termos de imóveis digitais. Use sites como Knowem para te dizer se o seu nome de usuário (desejado) está disponível em várias redes.

Knowem

Se sua primeira escolha não estiver disponível, não se desespere. Seja criativo. E tudo bem se seus nomes de usuário de mídia social forem ligeiramente diferentes do seu URL. O que importa mesmo é seu nome ser consistente em todas as redes.

Dica: Evite adicionar números, caracteres, underscores ou frases que não têm nada a ver com o seu negócio. Mantenha seus nomes de usuário o mais simples possível.

Que tipo de conteúdo devo compartilhar?

Resposta: O tipo de conteúdo que seu público quer ver.

Tudo se resume a conhecer o seu cliente ideal. Se você tiver uma sólida compreensão de seu estilo de vida, desejos e pontos fracos, será muito mais fácil criar ou encontrar conteúdo relevante, que eles provavelmente apreciarão e compartilharão.

Além disso, comece a seguir influenciadores em sua indústria que criam conteúdo excelente e compartilhe. Ou você pode usá-lo como inspiração para escrever em seu próprio blog em suas mídias. Você também pode procurar hashtags relevantes ou verificar o que é tendência no Twitter e Instagram para entender o que as pessoas estão falando agora, em seguida, participe destas conversas.

Criação e busca de ideias é a parte mais difícil, então deixe seu público fazer isto por você. Fale com seus seguidores ou clientes e pergunte o que eles gostariam de ver. Você também pode pedir a seus funcionários para contribuir um blog post por mês. Quando você divide o trabalho, tudo fica menos estressante e mais pensativo.

Quantas vezes devo postar?

Resposta: Depende.

Aqui está o porquê: Sua frequência de postagem depende de seus recursos e público, mas lembre-se: nunca sacrifique a qualidade pela quantidade.

Melhor não postar do que colocar um conteúdo por colocar, entende? Por outro lado, melhor não ter uma mídia social do que tê-la e não alimentá-la com uma frequência mínima. Se isso significa que você só pode postar no Facebook três vezes por semana, não tem problema, mas garanta que estas três publicações tenham conteúdo simplesmente sensacional. Basta encontrar uma agenda consistente e que você pode manter.

Se você está lutando para publicar em uma base consistente, você sempre pode reorientar o conteúdo. Por exemplo, se você fez um vídeo do YouTube, pegue segmentos de 30 segundos e publique-os no Instagram. As postagens antigas do podem ser Retweetadas com novas frases e imagens.

Na verdade, você pode definir uma estratégia em que cada post do blog é compartilhado em todas as redes no primeiro dia, uma repetição no Twitter no terceiro dia, uma repetição no Facebook no dia oito e assim por diante.

Se você compartilhar o mesmo conteúdo em redes, cada postagem deve ser formulada de forma diferente.Você terá que controlar que tipo de conteúdo e formato faz melhor em cada rede usando software de análise de mídia social. Anote isto em um postite e olhe antes de publicar em cada plataforma.

Qual é a melhor hora para postar?

Resposta: Depende.

Aqui está o porquê: Na verdade, de tempos e tempos aparecem pesquisas com estes dados, mas a realidade é que não há melhor momento para publicar. Tudo depende da rede que você está usando e quando seu público está mais ativo.

Vai levar um pouco de tentativa e erro para diminuir o tempo. Uma boa ideia é usar o Sprout para programar seu conteúdo para ser compartilhado em diferentes horários e dias da semana.

Programação de mídia social sprout social

Em seguida, digite em sua análise para ver quais posts estão recebendo mais engajamento para ter uma ideia de quando o melhor momento para postar em cada rede específica. (Todas as redes também tem o insights que são gratuitos, USE-O!. O relatório não vem tão “mastigado”, mas você consegue ver os melhores horários com facilidade)

Relatório social enviado mensagens sprout

Como faço para obter mais seguidores?

Resposta: Dando às pessoas uma razão para segui-lo.

Independentemente de qual rede você está falando, é a qualidade e não quantidade de seguidores que importa. Entenda, não adianta você ter mil seguidores se eles não interagem com seu conteúdo, prefira 100 que reajam às suas publicações, curtam e compartilhem. Você precisa de seguidores que realmente se envolvem e não sejam apenas número em sua página.

Desde que as pessoas são bombardeadas com conteúdo em vários lugares, você tem que dar a eles uma GRANDE razão para que eles te sigam. Você não está apenas pedindo para que eles te sigam, está pedindo por sua atenção, que é um recurso limitado. Por que eles devem dar a sua atenção para você em vez de outra pessoa?

Há muitas maneiras de ganhar sua atenção. Por exemplo, conteúdo exclusivo, descontos diferenciados, tudo que qualquer fã não ache em outro lugar. Você também pode compartilhar notícias e eventos exclusivos da indústria. Esta tática funciona particularmente bem no Twitter porque 86% dos usuários usam para obter notícias.

Outra tática popular é compartilhar cupons, ofertas e brindes exclusivamente para os seguidores de mídia social.

Além disso tudo que falei acima, o uso correto das hashtags (especialmente no Instagram) e potencialmente criação de hashtag em parceria com influenciadores para campanhas de co-marketing ajuda a expandir seu alcance e é uma ótima maneira de envolver com seus seguidores. Além disso, Lembre-se que a mídia social é uma conversa, não uma transmissão. Responda aos seus seguidores e interaja com eles. Vá para onde eles estăo. Envolva-se.

A mídia social afeta SEO?

Resposta: Sim, mas indiretamente.

Um equívoco comum sobre mídia social e SEO é que a obtenção de seu conteúdo compartilhado em mídias sociais vai ajudar a melhorar o seu ranking. O Google tem declarou que não conta ações sociais em seu algoritmo. Os compartilhamentos sociais são fáceis de manipular, então eles não são um tipo de métrica confiável para decidir o valor de uma parte do conteúdo.

No entanto, a mídia social ainda pode ajudar seus esforços de SEO indiretamente. Você pode usar a mídia social para a rede com influenciadores como blogueiros, editores e jornalistas. Estas são todas as pessoas que potencialmente podem linkar seu site em seu próprio conteúdo, o que pode ajudar o seu SEO.

Usando as mídias sociais para construir relacionamentos com as pessoas certas, você pode até mesmo convidar uma blogger para escrever um artigo em seu blog ou entrevistá-lo. Use a criatividade e verá uma gama de oportunidades.

Mas seja cauteloso e não vire uma rede de spam, as pessoas não gostam disso. Você não quer vir para a direita para fora do portão implorando que as pessoas liguem ao seu conteúdo. Em vez disso, construa relacionamento organicamente por dar um like aqui, um compartilhamento ali e responder ao seu conteúdo. Construa uma relação primeiro e depois crie uma oportunidade de trabalhar em conjunto.

Devo me conectar com todos?

Resposta: Não.

Você nem sempre tem que “seguir” no Twitter ou Instagram ou aceitar cada solicitação do LinkedIn. Por quê? Porque você está curando uma rede. Nada diz tanto sobre sua marca como quem segue você. É correto e aprovado ser seletivo sobre quem você segue.

Aqui estão algumas ideias sobre quem seguir:

  • Usuários que você está realmente interessado em ouvir
  • Influenciadores que você está tentando construir um relacionamento
  • Clientes fieis
  • Pessoas que frequentemente se envolvem com você em mídias sociais ou compartilham seu conteúdo

A desvantagem de seguir um bando de pessoas é que torna difícil classificar através de seu feed e ver as mensagens mais importantes como menções de sua marca ou produtos. Uma boa solução é usar uma ferramenta de gerenciamento de mídia social para gerenciar suas mensagens de entrada.

Também tenha em mente que você não tem que seguir as pessoas para se envolver com eles.

Devo pagar por publicidade nas mídias sociais?

Resposta: Provavelmente.

Em uma plataforma como o Facebook, você tem que “pagar ser visto” na maioria dos casos. Somente em 2016, o orgânico caiu 52% para os editores. E com o Twitter e Instagram seguindo os passos do algorítimo do Facebook, está cada vez mais difícil ter um conteúdo visto organicamente.

Se você decide ou não tentar a propaganda dos meios sociais dependerá principalmente do seu orçamento. Se você pode dar ao luxo de gastar algum dinheiro para promover o conteúdo em mídias sociais, pode valer a pena experimentar. Decida o quanto você está disposto ou capaz de gastar em primeiro lugar, em seguida, crie uma estratégia de publicidade dentro dele.

Facebook é, de longe, a plataforma de marketing mais popular para publicidade em mídias sociais. Em uma pesquisa concluiu-se que 84% dos entrevistados disseram que usam anúncios do Facebook. No entanto, Twitter, LinkedIn, Instagram (via Facebook), YouTube e outras redes oferecem publicidade também. Sinta-se livre para testar diferentes plataformas para ver qual funciona melhor para você.

Além de obter engajamento em seus posts e aumentar sua contagem de seguidores, você também pode usar a publicidade de mídia social para gerar leads, crescer sua lista de e-mail ou obter mais visibilidade em seu pedaço de conteúdo.

Preciso de um calendário editorial?

Resposta: Sim, sim e SIM!

Se você deixar de planejar, você planeja falhar. Um calendário editorial é um passo necessário para trazer sua estratégia à vida. Ele pode ajudá-lo a manter-se no caminho e consistente sobre o que postar em cada rede. Ele também pode ajudá-lo a criar conteúdo de qualidade planejando com antecedência. Quando você vê o mês inteiro em todas as redes em um só lugar, é mais fácil editar a cópia para obter força e consistência.

Além disso, quando você está planejando com antecedência, você tem uma melhor chance de maximizar o seu impacto nas mídias sociais. Você terá tempo para planejar uma estratégia de distribuição para qualquer conteúdo futuro, em vez de fazer tudo como acontece. Por exemplo, se você sabe que vai lançar um concurso ou venda no final do mês, procure os influenciadores com antecedência e ganhe algum impulso.

Calendário editorial de mídia social

Eu estou em um nicho “chato”, eu ainda preciso de mídias sociais?

Resposta: Sim.

Aqui está o porquê: A mídia social não é apenas reservada para atletas, marcas de moda e varejistas. Quando se trata de marketing, seu objetivo é chegar ao seu público-alvo onde eles estão pagando a maior atenção. 78% das pessoas têm pelo menos um perfil de mídia social, por isso há uma forte chance de seus clientes-alvo estarem em pelo menos uma das principais redes.

Lembre-se, a mídia social não é uma plataforma de publicidade para você gritar sua mensagem o mais alto possível. Em vez disso, use-a como uma plataforma para educar e entreter seu público.

É certo compartilhar conteúdo promocional?

Resposta: Sim, mas não exagere.

Há uma linha tênue entre usar as mídias sociais para promover sua marca e spam. Se todos os outros Tweets de sua empresa estão promovendo seus produtos e serviços, você corre o risco de perder o seu público. 46% das pessoas estão dispostas a deixar de seguir uma marca pro causa do excesso de promoções.

Ações que fazem com que as pessoas sigam uma marca em mídias sociais

Não há nenhuma proporção mágica de conteúdo promocional para não-promocionais de mídia social que você deve compartilhar. Você terá que encontrar a cadência certa para o seu público. Para estar no lado seguro, o objetivo de compartilhar muito mais conteúdo não promocional do que promocional.

Preciso de uma ferramenta de gerenciamento de mídia social?

Resposta: Sim.

Aplicativos de mídia social nativos são ótimos para uso pessoal. Na verdade, é o que eles foram feitos para isto, mas como um negócio, suas necessidades são um pouco diferentes. Muitas vezes você precisa agendar o conteúdo com antecedência, analise em profundidade para medir o desempenho e trabalhar em equipe. As plataformas de mídia social nativas não foram construídas para isso, que é a razão pela qual as ferramentas de gerenciamento de mídia social existem.

Se a mídia social é uma parte importante do seu negócio (definitivamente deve ser), então você precisa das ferramentas certas para trabalhar de forma mais eficiente e eficaz.

Devo terceirizar meu Marketing de Mídias Sociais?

Resposta: Depende.

Para marcas que não têm os recursos para montar campanhas de mídia social a partir do zero, trabalhar com terceirizados, sejam agências ou freelas, pode ser uma jogada inteligente. Geralmente eles já entendem como funciona cada rede e muitas vezes pode ajudá-lo a ser muito mais eficaz.

Por outro lado, você não quer ter uma abordagem completamente hands-off. É por isso que muitas vezes as agências de mídia social preferem trabalhar com clientes, em vez de assumir completamente tudo. Ninguém sabe a sua marca como você, então você deve sempre ter uma mão em suas mídias sociais. Mas não há nada de errado em obter ajuda de especialistas. O ideal seria ter um especialista dentro da sua empresa, o que facilitaria muito o trabalho de um terceirizado ou de uma agência. O especialista estudaria seu negócio, saber dos detalhes e estar ali para ajudar com o engajamento e aprovação e perto de você, para tirar duvidas e esclarecer tanto os terceirizados quanto seu público.

Esqueci de alguma pergunta? Você quer saber algo que não falei aqui? Deixe nos comentários. Lembre-se, não existe pergunta estúpida, então pergunte!

Acrônimos Profissionais de Mídia Social

O artigo de hoje é meio bobinho para quem já está na área, mas totalmente necessário para quem está começando ou é um empreendedor cuidando das redes do seu negócio/marca. Nas mídias sociais, as siglas são comuns e úteis. O verdadeiro desafio é ser capaz de reconhecer a ladainha de consoantes, vogais e algarismos incompatíveis que compõem essas siglas.

Compreensão acrônimos de mídia social desempenha um papel importante na sua vida de “escritor”. Você também vai encontrá-las sendo amplamente utilizadas em reuniões de negócios, vendas e relatórios de marketing e, mais notavelmente, por qualquer pessoa que trabalha em TI. Antes de ficar muito frustrado por todos os ICYMIs e IDKs, dê uma olhada nesta lista.

Mídias Sociais 

Para começar, é uma boa idéia familiarizar-se com as siglas que identificam redes de mídia social específicas. Quando vistos em contexto, eles são muito intuitivos.

FB significa Facebook.

IG significa Instagram.

O G + significa Google+.

YT significa YouTube.

LI significa LinkedIn.

Siglas específicas para o Twitter

Há uma série de siglas usadas regularmente no Twitter que são úteis para saber. Entre eles estão:

RT = “Retweet”, que é quando você publica o Tweet de outro usuário em seu próprio feed do Twitter.

DM = “Mensagem Direta”, ou uma mensagem que é apenas visível para os indivíduos envolvidos na conversa.

MT = “Modified Tweet”, e é usado como cortesia para informar sobre as alterações feitas ao retweeting. Por exemplo, o tweet poderia ter sido encurtado para atender o limite de caracteres ou para remover a alça do cartaz.

Acrônimos de Social Media

As empresas sempre implementaram sua linguagem única, fortemente baseada em siglas. A maioria não é especificamente “sigla de mídia social.”, mas também são usadas nas mesmas.

B2B = “Business to Business”, referindo-se a empresas que comercializam para outras empresas.

B2C = “Business to Consumer”, descrevendo uma empresa que comercializa para os indivíduos.

CTA = “Chamada à Ação” – uma declaração que incentiva o leitor a agir. Geralmente denota uma ação específica que se relaciona com maximizar a presença de uma empresa de mídia social, ou facilitar uma decisão de compra.

CMS = “Content Management System” – uma ferramenta usada para editar, agendar e publicar qualquer tipo de material escrito on-line.

CPC = “Custo por clique”, que define a quantidade de dinheiro que os anunciantes pagam por cada pessoa que clica para exibir um anúncio ou outro pedaço de conteúdo online.

PPC significa “Pay per Click” e significa a mesma coisa que CPC.

CPM = “Custo por Mil”, o que é complicado porque o “M” é para o latim “mil”, que significa mil.

CTR = “Taxa de cliques” e é um determinado tipo de taxa de conversão onde a ação específica é clicar em um link.

UGC = “Conteúdo Gerado pelo Usuário”, que abrange todo e qualquer conteúdo visual ou escrito criado em uma plataforma específica. Isso inclui comentários, postagens de blog, fotos, videoclipes e muito mais.

PV = “Exibições de página”, que é autoexplicativo.

ROI = “Return on Investment”, medindo o dinheiro feito como resultado do que foi gasto para fazê-lo.

Acrônimos Técnicos

Enquanto alguns desses não aparecem freqeentemente em mídias sociais, mas é importante que saibamos. Esses acrônimos cobrem uma ampla gama de termos de negócios que podem surgir facilmente em uma reunião ou bate-papo, especialmente com a equipe de TI da sua empresa ou em um ticket de suporte. Em qualquer caso, você precisa entendê-los, então aqui estão eles:

RSS = “Really Simple Syndication”, descrevendo um feed de todo o conteúdo publicado a partir de uma fonte específica, principalmente um blog.

HTML = “Hypertext Markup Language”. Esta é a linguagem de codificação fundamental utilizada no desenvolvimento de páginas web.

ISP = “Internet Service Provider”, a empresa que alimenta o seu serviço de Internet e do seu empregador.

SEO = “Search Engine Optimization”, um tipo de Search Engine Marketing (SEM). Ele governa o conteúdo escrito que é estrategicamente desenvolvido para ajudar um page rank mais alto em uma busca por critérios específicos.

UI = “User Interface”, o visor que uma pessoa usa para manipular dados em um programa. Os botões na tela do telefone celular são exemplos comuns de interface do usuário.

TOS = “Termos de Serviço”. Quase todos os sites e entidades on-line possuem um. Ele designa um conjunto de regras que os indivíduos devem concordar, se eles querem usar o site ou serviço.

UX = “Experiência do usuário”, referindo-se à reação de alguém e resposta à utilização de ferramentas on-line.

Acrônimos conversacionais divertidos

Facilmente o maior e mais diversificado conjunto de acrônimos on-line, esta é uma lista que cresce continuamente. Os que estão nesta lista são encontrados mais freqüentemente em posts públicos ou em comentários em posts de conteúdo social. Claro que existe muito mais por aí, escolhi os “mais comuns”. Alguns também se tornaram populares hashtags usados ​​por marcas e indivíduos para criar um buzz, principalmente na gringa, mas é claro que aqui no Brasil usamos vários deles, o que acho errado, but…

BFF = “Melhores Amigos para sempre.”

BTW = “A propósito”.

AFAIK = “Tanto quanto eu sei.”

BAE = “Before Anyone Else”. Este é mais recente, e refere-se a outra pessoa significativa ou um amigo próximo.

IDC = “Eu não me importo.”

BRB = “Be Right Back”. Isso geralmente é usado para indicar que alguém deixou temporariamente um bate-papo ou conversa em tempo real.

FTW = “Para a Vitória”, e é um retrocesso para jogos como “Tic-Tac-Dough”, onde a frase era comumente usada por um competidor que tinha conseguido uma vantagem competitiva sobre seus oponentes.

FYI = “Para Sua Informação”, e é anterior à Internet.

ILY = “Eu te amo.” Awww …

ICYMI = “In Case You Missed It”, usado com mais freqüência ao compartilhar um pedaço de conteúdo que está criando um buzz nas mídias sociais.

IMO = “Em minha opinião.”

IMHO = “Em minha opinião humilde,” que amortece o sopro IMO em determinadas conversações.

NM = “Não muito”.

NSFW = “Não é seguro para o trabalho” é usado como um aviso de que o material por trás de um link contém linguagem ou conteúdo não adequado para o local de trabalho.

IDK = “Não sei”.

JK ou J / K = “Just Kidding”. Este é particularmente útil para transmitir o tipo de tom de luz que pode escapar da compreensão da comunicação via texto.

LOL = “Laughing Out Loud”, e é um dos mais antigos na Internet. Tem variações como LMAO (“Laughing My A ** Off”), ROFL (Rolling on the Floor Laughing) e até mesmo uma fusão de todos os três: ROFLMAO (Rolling on Floor Laughing My A ** Off).

IRL = “Na vida real” é usado para distinguir entre coisas que acontecem no físico, em oposição ao mundo virtual.

NBD = “Não há grande coisa.”

NVM = “Never Mind”.

OMG = “Oh meu deus” ou “oh meu Gosh.”

SMH = “Shaking My Head.” É usado com mais freqüência para expressar emoções como frustração ou desânimo.

TBT = “Throwback Tuesday “, e agora é muito popular no momento da redação. Ele precede postagens de fotos antigas, produtos, etc. principalmente do próprio passado da pessoa.

WTF = “O que o F ***.” Não terrivelmente apropriado para o trabalho ou negócio …

YOLO = “Você só vive uma vez”, e tem sido popularizado online pelo artista de hip-hop Drake nos últimos dois anos.

Que fique claro que existe muito mais por aí, claro que alguns são mais intuitivos do que outros. Esta lista, no entanto, é um ótimo lugar para começar a se familiarizar com a linguagem, e desenvolver um sentido intuitivo quando você vê siglas que não são familiares.

Aprenda as últimas tendências, insights e melhores práticas das mentes mais brilhantes da mídia e da tecnologia. Qual sigla você não conhecia (não vale as divertidas, pois fiz mais ligado à gringa) e qual você usa mais.